Acre recebe 5 mil doses da vacina de Oxford e Gladson embarca para SP em busca de comprar 1 milhão

Fotos: Odair Leal/Secom

Prevista para chegar apenas na segunda-feira, 25, a primeira remessa de doses da vacina da AstraZeneca/Oxford contra a Covid-19 desembarcou no Acre neste domingo, 24, no Aeroporto Internacional de Rio Branco. A vacina foi produzida pelo laboratório indiano Serum. 

A vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e pela farmacêutica anglo-sueca AstraZeneca foi a primeira a ter resultados preliminares da fase 3 de testes divulgados pela revista científica “The Lancet”. 

O Estado do Acre foi contemplado com 5.080 doses, que foram distribuídas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Esse lote é destinado, exclusivamente, aos trabalhadores da Saúde, o que representa mais 27% desse público-alvo que passa a ser contemplados com a primeira dose, conforme orientação do Ministério da Saúde (MS).

Em entrevista à imprensa no Aeroporto de Rio Branco, Cameli relatou que essa remessa será repassada para os 22 municípios e vai seguir a regra definida pelo Ministério da Saúde. Ele afirmou que nesta semana deverá chegar um novo lote da vacina, porém não informou se seria AstraZeneca ou da Coronavac. 

Fotos: Odair Leal/Secom

Em outro trecho, Gladson informou que embarca nesta segunda-feira, 25, para São Paulo em busca de garantir a compra de 1 milhão de doses da Coronavac. 

“Estou indo à São Paulo, procurar os meios, para que eu possa logo comprar 1 milhão de doses, para que a gente não fique mais nessa dúvida, de semana sim e semana não. Todos nós somos brasileiros, e todos somos seres humanos. Precisamos de uma resposta à altura e cabe a mim como governador atrás dessas soluções”, afirmou. 

Segundo informações repassadas ao ac24horas, com esse lote da vacina de AstraZeneca/Oxford, o Estado totalizará 61% dos trabalhadores da saúde vacinados. 

Fotos: Odair Leal/Secom

Em relação ao decreto do toque de recolher que entrará em vigor nesta segunda-feira, 25, Gladson Cameli garantiu que a medida restritiva tem o intuito de prevenir o aumento de mais casos da covid-19. Ele pediu colaboração da população enquanto não ocorre a vacinação em massa. 

“Se a população me ajudar a prevenir e fazer o seu dever, não vai ser preciso tomar outras medidas. A gente precisa de prevenção e isso que estou fazendo. Foi por isso que eu disse que não iria ter carnaval”, encerrou. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *