Butantan doará ao Acre plasma sanguíneo para tratamento de pacientes com Covid-19

  • Foto: Odair Leal/Secom

Em São Paulo, o governador Gladson Cameli se reuniu nesta quarta-feira, 27, com o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas. Na reunião, Cameli pediu apoio técnico do Instituto para ajudar no combate ao coronavírus no Acre.

“Precisamos continuar em prevenção com muita responsabilidade e o Instituto Butantan é uma referência para todo o Brasil. Mas, além disso, somos o corredor principal de acesso ao Oceano Pacífico e estamos de portas abertas para colaborar com a ciência, diante de toda a riqueza amazônica, que temos disponível em nosso estado. Estou aqui para ajudar para que possamos construir pontes”, enfatizou Cameli.

O instituto Butantan é o principal produtor de imunobiológicos do Brasil, cerca de 60% da produção de soros hiperimunes e grande volume da produção nacional de antígenos vacinais, que compõem as vacinas utilizadas no Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde, são fabricados pelo instituto.

Em respostas aos pedidos de Cameli, Dimas Covas, ressaltou que o Acre representa um ponto de diversidade muito importante no ecossistema e isso precisa ser contemplado nas estratégias de fortalecimento e integração, para bem servir um conjunto de ações importantes.

Foto: Odair Leal/Secom

“A sua presença aqui muito nos alegra. Temos acompanhado sua gestão e vimos que o senhor está muito preocupado com o seu estado. O Acre tem uma importância muito grande e gostaríamos de colaborar com ações que possam beneficiar a população. Estamos aqui a serviço da vida e sabemos que o senhor tem defendido a vida do povo do Acre com muita dedicação”, salientou.

Por fim, Covas deixou a equipe da Fundação e Instituto Butantan à disposição da equipe da Secretaria de Saúde e do Comitê Acre sem Covid, para que possam organizar estratégias e colaborar em ações emergenciais de saúde para o Acre.

Entre as ações mencionadas pelo diretor, Dimas Covas ofereceu a doação de plasma sanguíneo, que é a parte líquida do sangue e corresponde a 55% do volume total do fluido. O plasma é composto de proteínas, sais minerais, gás carbônico e outras substâncias dissolvidos em água e muito usado no tratamento da Covid-19.

Com colaboração da Agência de Notícias do Acre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *