Segundo turno das eleições pelo país têm trocas de urnas e prisões de eleitores

Até às 11h30 deste domingo (29), foram substituídas 368 urnas eletrônicas das 97.024 que iniciaram a votação nas 57 cidades que estão tendo 2º turno das eleições municipais, de acordo com o 2º Boletim Informativo publicado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Em nenhum caso de substituição de urnas foi necessário voto manual, uma vez que as urnas que apresentaram problemas foram supridas por outras urnas eletrônicas.

Rio Branco, no Acre, e João Pessoa, na Paraíba, eram as únicas cidades onde não havia ocorrido substituições de urnas até a divulgação do boletim. Na capital acreana, segundo o TSE, há um total de 470 urnas de contingência, para o caso de problemas.

A capital acreana é também uma das que estão recebendo o auxílio da Força Federal no segundo turno, conforme aprovado pelo TSE, junto com São Luís (MA), Manaus (AM), Fortaleza (CE) e Caucaia (CE). A medida visa auxiliar na segurança e na manutenção da ordem pública.

Ainda segundo o TSE, as 368 urnas substituídas correspondem a 0,25% do total de equipamentos utilizados neste segundo turno, disputado em 57 cidades brasileiras (18 capitais e outros 39 municípios).

O segundo turno ocorre nas localidades com mais de 200 mil eleitores, onde nenhum dos candidatos recebeu a maioria absoluta dos votos válidos para se eleger no primeiro turno, realizado no último dia 15 de novembro.

O estado que registrou maior número de urnas substituídas foi São Paulo, com 103 unidades. Já o Rio de Janeiro teve 95 urnas trocadas.

As Eleições Municipais de 2020 já são as maiores realizadas no Brasil, com um índice médio de abstenção de 23,14% no primeiro turno (apenas um pouco mais do que o registrado em 2018), percentual considerado positivo, uma vez que o pleito foi realizado em plena pandemia de Covid-19.

Ocorrências

O Ministério da Justiça e Segurança Pública também está divulgando boletins com ocorrências de crimes pelo país. De acordo os dados divulgados até o meio-dia, 18 eleitores foram presos ou conduzidos a delegacias em razão de crimes relacionados às eleições.

Ainda de acordo com o ministério, foram apreendidos R$ 8.900 em dinheiro, 170 materiais de campanha e cinco veículos, com dois inquéritos abertos até o momento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *