Publicado em 6 de setembro de 2013

07 de Setembro e a Independência Política do Brasil

Brasileiros convocam para o dia 07 de setembro a maior mobilização de ruas do país, em uma tentativa de avaliar quais foram os ganhos políticos com os protestos de junho e quais pautas ainda devem ser vencidas.

Com 191 anos de independência e um sistema politico-eleitoral marcado pela relação de dependência entre o poder econômico e a politica, a grande questão que ainda ecoa nas ruas do Brasil é como continuar construindo os rumos da nação? Como superar tal relação de interesses tão maléficos para a população e assegurar cada vez mais participação nos processo de construção e decisão?

O Brasil vive um momento importantíssimo em 2013, a pluralidade de brasileiros que foram as ruas no mês de junho, demostra que o país deve acelerar seu processo de crescimento e inclusão social, com um olhar cada vez mais coletivo e participativo, tendo como pano de fundo o cenário politico e a importância do Estado para efetivação das reinvindicações que vem das ruas.

Marcado pela ascensão econômica e social de milhões de brasileiros, este momento ímpar consolida um processo de transição na luta dos movimentos sociais e do povo, de uma nação que tinha como principal bandeira de luta, o fim da miséria, para uma nação que quer assegurar serviços públicos de qualidade como saúde, educação, transporte publico entre inúmeras outras reivindicações.

Mas acima de tudo, uma nação com milhões de brasileiros que anseiam por uma participação mais ampla e democrática nas decisões políticas do Brasil. Muito além do direito de votar, as ruas trouxeram a tona que o sistema político democrático representativo brasileiro deve avançar com estratégias, que vão desde o financiamento público de campanha até a construção de alternativas mais dinâmicas de participação popular. Os plebiscitos, referendos ou propostas de iniciativa popular, no contexto atual, nem de longe respondem estes anseios.

As propostas de mudanças nas cartolinas dos manifestantes que acreditam ser estratégica a reforma política, refletida no pronunciamento da presidente Dilma, que encaminhou proposta de plebiscito para instalação de constituinte exclusiva para realização da reforma política, ainda permanece latente.

No Dia da Independência do Brasil, o povo novamente vai as ruas em busca da independência política brasileira

 

Escrito por Cesário Campelo Braga

Deixe seu comentário

Mensagem (Obrigatório)