Acre terá capacitação para diagnóstico de zika vírus e chikungunya

O Ministério da Saúde (MS) informou ao Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) que ofertará à equipe da unidade capacitação para diagnóstico de zika vírus e chikungunya. A previsão é de que a qualificação se efetive em janeiro.

De acordo com a gerente-geral do Lacen, Cláudia Modesto, a qualificação permite que o diagnóstico seja mais ágil, tendo em vista que, atualmente, as amostras de casos suspeitos de zika vírus e chikungunya, colhidas no Acre, são enviadas ao Instituto Evandro Chagas, no Pará, levando em média de 15 a 20 dias para ter o resultado.

“A ideia é mandarmos um técnico para se capacitar, e, assim, esse profissional repassar os conhecimentos para a equipe do Lacen”, completou a gerente.

O MS informou que o repasse da tecnologia está sendo feito pelos laboratórios sentinelas de referência da Fiocruz, localizados no Rio de Janeiro, Paraná, Pernambuco, Instituto Evandro Chagas e Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo.

Zika vírus e chikungunya são doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, mosquito que também dissemina quatro tipos de dengue. A importância de combate ao vetor tem sido reforçada pelo MS, em parceria com as secretarias estaduais e municipais de Saúde.

Agência Acre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *