Agricultora descobre que foi candidata e deve R$15 mil a justiça ao fazer biometria

Juruaoline

A agricultora Maria do Nascimento da Conceição, 47 anos, moradora da Comunidade Restauração, em Marechal Thaumaturgo, descobriu que estava com uma dívida de R$15 mil junto a Justiça Eleitoral, por ter sido candidata em 2012, fato que segundo ela, só descobriu quando foi realizar a biometria eleitoral em 2019.

A moradora contou que é filiada ao Partido PRB há muitos anos, e na época um também candidato a vereador conhecido por ‘Júnior’ a procurou para fazer uma candidatura voluntária, a qual ela se negou. De acordo com Maria, o homem insistiu para que ela entregasse os documentos para fazer uma regularização no partido, devido ser filiada.

Ao descobrir sua irregularidade junto a justiça eleitoral, Maria que é analfabeta, teve que vir em Cruzeiro do Sul para tentar regularizar sua situação. Segundo ela a dívida inicial era em torno de R$5 mil. Maria e o esposo buscam agora uma solução junto ao partido, ao alegar que nunca teve acesso a nenhum valor destinado para campanha.

“Eu não sei ler, eles foram lá pediram meus documentos  e eu falei que não dava, até que eles exigiram e eu entreguei. Com 15 dias devolveram e não me falaram que eu estava candidata. Eu não fiz campanha, não pedi voto, nem votei em mim, pois não sabia que eu era candidata. Eu nunca vi nenhum centavo desse dinheiro, e agora estou sendo cobrada pela justiça, e sou pobre, vou perder até meu bolsa família por causa disso”, relatou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *