Publicado em 8 de abril de 2015

Ano letivo começa em unidades de internação provisória do ISE

O Instituto Socioeducativo do Acre (ISE) trabalha em parceria com vários órgãos e instituições com políticas de caráter assistencial aos menores infratores visando a reintegração social, por meio da educação. Com essa linha, o governo do Acre deu início ao ano letivo dentro das unidades de internação provisória, na última segunda-feira, 6.

No Acre, há 383 adolescentes que cumprem medidas socioeducativas. Esses meninos e meninas estão distribuídos em quatro unidades de internação em Rio Branco e outras três em Sena Madureira, Feijó e Cruzeiro do Sul.

“Todos os adolescentes que cumprem sentenças, recebem diariamente três horas de aulas nos centros de recuperações, por meio do projeto de Educação de Jovens e Adultos (EJA) que trabalha com alunos do 1º ao 9º ano e o Programa Especial de Ensino Médio (Peem) que trabalha com alunos que estão no Ensino Médio”, informou a coordenadora de ensino do ISE, Karoline Ramos.

Educação é o melhor caminho para a ressocialização

Karoline Ramos ressalta ainda que além da parceria com a Secretaria de Estado de Educação (SEE), que é a responsável pelo material didático e os profissionais de ensino, o ISE trabalha também com instituições parceiras para que esses jovens façam cursos profissionalizantes e ao sair da unidade, tenham profissões a seguir.

Devido ao fato de o adolescente ser ainda um indivíduo em processo de construção da personalidade, que por um ou outro motivo cometeu um delito, as chances dele ser reinserido na sociedade são maiores. As medidas socioeducativas trabalham para abrir ao jovem essas possibilidades de inserção no mercado de trabalho, por meio da educação.

Assessoria

Deixe seu comentário

Mensagem (Obrigatório)