Publicado em 18 de outubro de 2017

Ataque da Seis de Agosto: bebê prematuro de 7 meses também morre

Foi um dia de intenso movimento na sede da DHPP. A delegacia especializada recebeu reforço de outras unidades para tentar esclarecer os assassinatos e tentativas ocorridos durante a tarde e noite de terça-feira (17).

O ataque da Seis de Agosto, como ficou conhecido o caso que deixou dois mortos e dois feridos, aconteceu na tarde de terça-feira (17), na travessa Cearense. Na ação criminosa foram baleados: Arnold do Nascimento Barroso de 28 anos, a dona de casa, Débora Lima dos Santos de 26 anos e uma filha de apenas 3 anos de idade.

Débora Lima que estava no sétimo mês de gravidez morreu logo após ser submetida a uma cesariana. Os médicos conseguiram retirar a criança. O bebê do sexo feminino foi encaminhado ao hospital da criança, mas por conta da complicação do parto foi a óbito.

A menina de 3 anos foi liberada nesta quarta-feira (18). Enquanto Arnold do Nascimento foi submetido a uma cirurgia e permanece em recuperação.

O delegado que está a frente do caso não concedeu entrevista. Pelo que foi apurado, a alvo dos bandidos era executar Arnold, que teria envolvimento com organização criminosa. Mas durante os mais de dez disparos, Débora e a filha de 3 anos foram atingidas.

Os acusados podem responder por duplo homicídio e dupla tentativa, além de organização criminosa.

Ecimáiro Carvalho

Deixe seu comentário

Mensagem (Obrigatório)