Com apenas um rim, criança de 5 anos aguarda TFD há dois anos em Mâncio Lima

Segundo a amiga da família, Elaine Oliveira, o pequeno também é portador de uma doença neurológica, mas ainda não há diagnóstico por que a família não tem condições de pagar o exame, chamado encefalograma.

Miguel está há dois anos na fila de espera do Tratamento Fora de Domicílio (TFD) para se consultar com uma neuropediatra, em Rio Branco. Porém, até o momento, a família não obteve nenhuma resposta.

“Ele faz acompanhamento no CAPs e, na última consulta dele, o médico disse que ele está abaixo da linha vermelha de desnutrição porque ele tem 5 anos e pesa 14 quilos”, acrescentou.

Ainda de acordo com Elaine, a família moradora do município de Mâncio Lima sobrevive apenas de um auxílio do bolsa família. Por isso, amigos e familiares estão fazendo uma campanha para arrecadar doações de qualquer tipo.

“Qualquer ajuda é bem-vinda! Pode ser alimentos, donativos ou financeira”, disse.

Os interessados em ajudar com doação em dinheiro podem transferir para conta do Banco do Brasil AG: 0234-8/ Poupança 45724-8/ Variação 51 – Elaine de Oliveira Souza. Mais informações através do telefone (68) 99910-7246.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *