Com operações de segurança, homicídios no Acre reduzem 30% na primeira quinzena de agosto

O Acre registrou uma queda de 30% no número de homicídios de 1 a 17 de agosto em comparação com o mesmo período do ano passado segundo o levantamento realizado pela Secretaria de Segurança Pública (Sesp). Já na capital a redução foi de 31,25%.

Além da redução no número de homicídios, Rio Branco também registrou uma redução de 22% no número de registro de roubos ao longo dos 40 dias de operações policiais (a partir de 08/07), em comparação com os 40 dias anteriores.

“Essa redução se dá principalmente devido ao trabalho intensificado das polícias que estão nas ruas fazendo o papel ostensivo e a realização de diversas operações no que diz respeito à polícia judiciária, com prisões e apreensões de armas, drogas e veículos roubados”, destaca o secretário.

A ação do Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp), a partir da orientação do governador Tião Viana de não permitir o avanço da criminalidade, já chegou ao 40º dia de operações policiais, aumentando significativamente a sensação de segurança e com apreensões diárias desde 8 de julho.

Além disso, o governo do Acre é um dos que mais investe na segurança pública por habitante: R$ 617,26, conforme dados  do Fórum Brasileiro de Segurança de Pública (FBSP). É também um dos que melhor utiliza os recursos do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen). Com R$ 63 milhões de investimentos, o Acre reestrutura todas as unidades do sistema penitenciário e constrói duas mil novas vagas.

Investimento na Polícia

Nos últimos anos, a Polícia Militar tem recebido uma série de investimentos com dezenas de novos veículos, armamento e coletes balísticos, além da criação da Companhia Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (Raio), que fortalece as operações com o grupamento em motos. O Estado aplicou só em 2017 cerca de R$ 500 milhões na segurança pública, pagando salários em dia e valorizando a tropa com reajustes, tornando-a a quinta mais bem paga do Brasil.

Diante da redução de 20% no número de roubos, o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Kinpara, ressalta: “Nesse período de quarenta dias de operações, comparamos ao período anterior e tivemos essa redução de roubos. É uma vitória muito grande, porque o roubo é um dos elementos que traz a sensação de insegurança e estamos com todos os órgãos do Sisp no combate ao crime. Nas cinco regionais de Rio Branco temos policiais militares e civis, todos espalhados”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *