Comissão de Ética do MS aprova pesquisa sobre Covid-19 no Acre

Boletim divulgado na última sexta-feira (17) pela Comissão de Ética em Pesquisa, vinculada ao Ministério da Saúde, diz que o colegiado emitiu parecer de aprovação ética para 112 protocolos de pesquisas científicas relacionadas ao coronavírus, sendo uma delas no Estado do Acre.

Os estudos têm características metodológicas diversas, além de grande variabilidade no número de participantes de pesquisa, desde 1 pessoa (relato de caso), passando por 1.300 (ensaio clínico) até a previsão de inclusão de mais de 14.000 pessoas (estudo epidemiológico de base populacional), apenas para citar alguns exemplos.

Em consideração à relevância da pesquisa científica para o enfrentamento da emergência da Covid-19, com vistas a atender a comunidade científica de forma célere e, principalmente, pela segurança dos participantes de pesquisas, a Conep tem realizado as análises éticas dos protocolos de pesquisas considerados prioritários, como os ensaios clínicos e aqueles indicados pelo Ministério da Saúde em 48 horas, em média. O método de trabalho está sendo realizado por meio de câmaras técnicas virtuais específicos (membros relatores e assessoria técnica) tanto para protocolos da área de pesquisas biomédicas quanto para as pesquisas da área de ciências humanas e sociais.

Não há detalhes específicos no boletim do Conep sobre a pesquisa no Acre. A Universidade de São Paulo anunciou que inicia em breve, no município de Mâncio Lima, estudo para avaliar a prevalência do coronavírus na população.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *