Publicado em 2 de abril de 2018

Cresce número de turistas que utilizam o Acre como rota para Peru e Bolívia

Serra do Divisor na região do Juruá (Foto: Sérgio Vale/Secom)

A atividade turística nos últimos anos tem sido de extrema importância no que diz respeito ao desenvolvimento e crescimento da economia mundial. O turismo detém hoje grande parte do PIB de muitos países, que têm melhorado suas condições econômicas em decorrência do avanço que o setor tem proporcionado.

Cidades brasileiras que fazem fronteira com outros países chamam a atenção das agências, operadoras de turismo e dos viajantes como opção acessível aos que desejam muita aventura, com o conforto de estar perto da casa. .

Dados do observatório do turismo 2018, que utilizam como base o ano anterior, apontam que o fluxo de turistas nas fronteiras do Acre apresentou crescimento significativo, em comparação a períodos anteriores, totalizando quase 90 mil pessoas que utilizaram o Acre como rota turística.

A rota do turismo no Acre se dá principalmente nas cidades de Brasileia, Assis Brasil e Cruzeiro do Sul, os quais fazem fronteira com Peru e Bolívia.

Para a secretária de Estado de Turismo do Acre, Rachel Moreira, os índices apontam o desenvolvimento do turismo na região e geram impactos positivos no setor da economia local, além de consolidarem políticas públicas de incentivo à cultura e ao lazer.

“O turismo favorece a economia, gera emprego, renda e desenvolvimento. O Acre atrai turistas de diversos estados e países, que buscam os atrativos da região. O crescimento dos números de turista é resultado dos investimentos do governo nesse setor”, pontuou a gestora.

São oferecidas as mais diversas opções de lazer incluindo aventuras na floresta (Foto: Cedida)

As diversas opções de lazer na região incluem os rios navegáveis, a Serra do Divisor com sua biodiversidade, além de lagos e cachoeiras, culturas e tradições dos povos indígenas, parques ambientais e a culinária regional, com produtos nativos.

Em decorrência do avanço da atividade turística no estado, diversas empresas se instalaram nos municípios e investem em qualidade e conforto no setor de hotelaria, restaurantes, bares e outros, e contribuem na geração de receita.

Vale ressaltar que os dados são referentes ao crescimento na rota de fronteira, embora o número de pessoas que escolhem o Acre para aproveitar as belezas naturais seja ainda maior.

Juliana Carla – Agência de Notícias do Acre 

Deixe seu comentário

Mensagem (Obrigatório)