Diante de demandas do setor atacadista, Gladson promete empenho para fortalecer iniciativa privada

O governador Gladson Cameli recebeu nesta terça-feira, 14, um grupo de empresários do setor atacadista que aproveitou a oportunidade para apresentar demandas e debater alternativas que possam alavancar a economia acreana.

Os empresários demonstraram preocupação com o fim dos incentivos proporcionados pela superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) e revelaram ao governador que, por conta disso, houve queda de 10% no faturamento em 2019. O comércio atacadista movimentou cerca de R$ 1,2 bilhão.

Diante da atual situação, foi solicitado ao governador redução e diferenciação na carga tributária para os atacadistas sob a a condição de manter a mesma arrecadação, sobretudo do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

Os empresários alegaram ainda que o aumento dos preços no ramo atacadista afeta a maioria da população acreana e abre margem para práticas ilegais, como a sonegação fiscal e contrabando de mercadorias importadas da Bolívia e Peru.

Sensível às reivindicações apresentadas durante o encontro, Gladson afirmou que seu papel como governador é criar as condições favoráveis para o desenvolvimento social e econômico do Acre e dará total prioridade para encontrar uma solução para o pedido feito pelos empresários.

“Aqui estão empresários que são responsáveis por gerar muitos empregos em nosso Estado e quero dizer que em nosso governo eles não são perseguidos. Pelo contrário, temos que encontrar alternativas que sejam boas para a iniciativa privada e para o setor público. Tenho certeza que vamos achar uma solução para estes impasses que eles estão nos apresentando aqui”, declarou o governador Gladson Cameli.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *