Publicado em 17 de agosto de 2018

Diploma e sinônimo de recomeço para detento que concluiu ensino superior.

 

Não foi num grande auditório, mais num presidio de segurança que Jose Raimundo recebeu o tão sonhado diploma.

José Raimundo Rodrigues Nunes, de 50 anos, interno do Instituto de Administração Penitenciaria da Unidade do Quinari –UPQ no Acre, colou grau para receber o diploma de bacharel em Farmácia nesta Quinta-feira de 2018.

Após ser preso em virtude de uma sentença transitada e julgada o reeducando estava no último período do curso de farmácia, faltando apenas as últimas provas para o mesmo se formar, após ser preso, colegas de sala procuram a coordenação do curso de farmácia, prof. Carin Gorete Henges Hoffmeister, solicitando ajuda para o reeducando concluir sua formação. A faculdade de pronto atendeu à solicitação, encaminhou material para ele estudar e aplicou as provas que restava, na qual o aluno foi aprovado com louvor.

A cerimônia de colação de grau de José Raimundo foi realizada em uma da salas da administração do presidio onde ele cumpre pena em regime fechado, a direção do presidio já tinha organizado um ambiente digno para este ato solene.

Compareceram na solenidade esposa, Antônia Ivonete, Pedagoga do IAPEN, Raquel da Silva, Assistente Social, senhora Liliane Cavalcante, Diretor da UPQ, Glauber Feitosa  e amigos de José Raimundo. Seguindo o protocolo oficial, os representantes da Faculdade Meta estiveram presentes e declararam a abertura da cerimônia de José Raimundo.

Em seguida, o formando foi chamado para fazer o juramento tradicional e assinou o documento de colação de grau. Nas primeiras palavras do discurso, José Raimundo agradeceu o apoio da família, dos professores e da direção do presídio e da Faculdade Meta – FAMETA com muita emoção.

Segundo o diretor da unidade, Glauber Feitoza, a expectativa é que outros presos se espelhem no exemplo de José Raimundo. “Esperamos que mais internos se formem no ensino superior e que mais colações de grau como essa aconteçam daqui para frente”, ressaltou, e ainda em seu discurso defendeu que preso deve realizar trabalhos e estudar para voltar a conviver em sociedade reabilitado.

José Raimundo já tem planos para continuar os estudos. Além de concluir o curso de Farmácia, o objetivo agora é cursar uma pós-graduação relacionada à área do curso superior. “Gosto de citar uma frase Mahatma Gandhi que diz a prisão não são as grades, e a liberdade não é a rua; existem homens presos na rua e livres na prisão. É uma questão de consciência.”

O diretor da Faculdade Meta, agradeceu ao diretor da penitenciária pelo o apoio que foi dado a faculdade, agradeceu a todos presentes, a equipe da Faculdade Meta – FAMETA, o secretário geral Elir Carlos, o professor Fábio Santos – coordenador de relacionamento com os discentes, e finalizou “isto e um marco para o Estado do Acre, pois pelo o meu conhecimento, este é o primeiro ato solene de colação de Grau nos presídios Acreanos. Espero que com esta atitude outros reeducandos sigam este exemplo”.

Matéria escrita por Prof. Fabio Santos e Prof. Dawerson Ramos.

 

 

Deixe seu comentário

Mensagem (Obrigatório)