Dnit avança nas obras emergenciais de recuperação da BR-364

Segundo supervisor do Dnit, os serviços nos quatro lotes avançam em ritmo intenso e a previsão é concluí-los até abril (Foto: Sérgio Vale/Secom)
Segundo supervisor do Dnit, os serviços nos quatro lotes avançam em ritmo intenso e a previsão é concluí-los até abril (Foto: Sérgio Vale/Secom)

O governador Tião Viana se reuniu na tarde de quarta-feira, 3, com o supervisor de obras do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Tiago Caetano, que falou a respeito do andamento das obras de recuperação emergencial dos trechos da BR-364, entre Tarauacá e o Rio Liberdade, sentido Rio Branco – Cruzeiro do Sul.

Segundo o supervisor, os serviços nos quatro lotes avançam em ritmo intenso e a previsão é de concluí-los até abril. Atualmente, quatro empresas trabalham na recuperação desses trechos emergenciais.

“Estamos tendo um bom fluxo na execução das obras emergenciais que estão sendo realizadas nos trechos entre Tarauacá e o Rio Liberdade. Obtivemos resultados positivos em todas as áreas de intervenções técnicas. Nossa previsão de conclusão dessas obras é até final de abril, dentro do prazo estabelecido”, contou Caetano.

O supervisor garantiu, ainda, que, com isso, as obras irão garantir trafegabilidade durante todo o inverno. Conforme o planejamento anual do órgão, novos projetos já estão sendo trabalhados para garantir a condição plena de tráfego na rodovia.

Os serviços emergenciais executados ao longo da BR-364 estão sendo pagos com o recurso de R$ 78 milhões que o governador Tião Viana conseguiu para o Acre, em um esforço junto à presidente Dilma Rousseff, que realizou a liberação da verba em maio de 2015, e as ordens de serviços foram assinadas pelas empresas e Dnit, no final do último mês de agosto.

Obras entre Sena Madureira e Tarauacá

Entre Sena Madureira e o Rio Purus, o supervisor afirmou que a condição é favorável ao tráfego. “Estamos concluindo um novo projeto pra dar início às obras no próximo verão, a fim de garantir a plena condição de tráfego em todo o trecho. A ideia é que essas intervenções consigam dar suporte até que venham as obras de reconstrução, do projeto que está sendo elaborado neste ano”, explicou Caetano.

No Km 278, localizado a cinco quilômetros de Sena Madureira, sentido Manoel Urbano, que sofreu uma erosão que comprometeu metade da pista, as frentes de trabalho avançam.

“Já contratamos os serviços necessários para aquele ponto, e a empresa está conseguindo dar uma resposta relativamente rápida. Hoje, ela está trabalhando dentro do que o clima permite. Em dois meses, todos os serviços nesse trecho devem estar concluídos”, finalizou o supervisor do Dnit.

Agência Acre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *