Fim de semana com poucas chuvas e muito calor no Acre

Segundo a Divisão de Meteorologia e Climatologia do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam), hoje o sol predomina no Acre. A previsão é de céu claro a parcialmente nublado em todas as regiões do Estado. Algumas nuvens ficam carregadas ao longo do dia e podem provocar chuva passageira no Vale do Juruá. Nas demais regiões do Estado, incluindo a capital, não há previsão de chuva.

A temperatura continua em elevação e o calor fica cada vez mais forte em todas as regiões do Estado, variando entre a máxima de 32 graus e a mínima de 19, com a sensação térmica gerando o efeito de 32 e 18 graus (máxima e mínima). Nesse período, até sábado, a umidade relativa do ar estará média de 45% e 95%.

Amanhã, sexta-feira, o tempo estará claro a parcialmente nublado com possibilidade de chuva em áreas isoladas. A temperatura poderá variar entre a máxima de 32 graus e a mínima de 20, com a sensação térmica gerando o efeito de 33 e 19 graus (máxima e mínima).

No sábado, 05, a meteorologia mantém a previsão sobre o céu claro com possibilidade de chuva em áreas isoladas. A temperatura deve variar entre a máxima d 32 graus e a mínima de 21, com a sensação térmica gerando o efeito de 34 e 20 graus (máxima e mínima).

Informações do Boletim Meteorológico para os próximos três meses

Os últimos dois meses foram marcados por chuvas abaixo do padrão climatológico sobre o Estado do Pará, Amapá, Roraima e leste do Amazonas. No entanto, as anomalias positivas de chuvas se situam sobre o Maranhão, Leste do Tocantins, oeste do Amazonas, Acre e oeste do Mato Grosso.

O relatório afirma que as anomalias positivas de precipitação na Amazônia podem ser associadas à intensificação de áreas de instabilidade trazidas pela corrente dos ventos de leste que, por sua vez, são favorecidas pela configuração dos ventos nos altos níveis da atmosfera. No Acre e no Mato Grosso as chuvas estão associadas com o enfraquecimento do bloqueio dos sistemas frontais.

Para os próximos meses, de acordo com as análises de dados observacionais e prognósticos de modelos numéricos, o indicativo é de que as águas superficiais na região do Oceano Pacífico Equatorial migrarão para um padrão de aquecimento nas regiões de Niño. Nos meses de julho, agosto e setembro, as chuvas deverão ficar acima dos padrões climatológicos no Acre, Rondônia e oeste do Amazonas.

As temperaturas estarão ligeiramente acima do padrão no leste do Amazonas, noroeste paraense e no Estado do Amapá (exceto no litoral do sudeste amapaense) em julho e agosto. Em setembro esta anomalias positivas de temperatura do ar ocorrerão no sudoeste, sul e sudeste paraense, além do centro e sul do Tocantins. Abaixo da média no sul e leste do Acre, oeste e sul de Rondônia e no oeste e sudoeste do Mato Grosso. (Fonte: Boletim Meteorológico do Sipam).

Val Sales – valsales@pagina20.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *