Gestantes da capital acreana são orientadas sobre a dengue, chikungunya e o zika vírus

foto grávidaEquipes das secretarias municipais de Saúde, da Mulher e da Juventude iniciaram nesta segunda-feira, 4, na Baixada da Habitasa, em Rio Branco, o trabalho de visita às grávidas. O objetivo é de intensificar as ações contra o mosquito Aedes aegypti e também para esclarecer as gestantes sobre a dengue, chikungunya e o zika vírus (que pode desenvolver bebês com microcefalia). A atividade preventiva será efetuada em todas as regionais da cidade.

“Esse é um trabalho complementar do que já tem sido desenvolvido para o combate a essas enfermidades. Agora, viemos trazer essa mensagem e o alertar a todas as mulheres que estão esperando neném. Constatamos que infelizmente a contaminação pelo zika vírus está acontecendo em todo o país, e isso é maléfico para todas as crianças infectadas que sobrevivem. Essa é uma preocupação do prefeito, por isso estamos efetuando essa ação”, comentou Graça Lopes, secretária Adjunta da Mulher.

Najara Campos, enfermeira assistencial e coordenadora administrativa da Unidade de Saúde Hospitalar do bairro Habitasa, falou sobre a orientação que foi dada durante a visita domiciliar. “Durante o acompanhamento do pré-natal nós orientamos as gestantes em relação à prevenção na questão do mosquito da dengue como a eliminação dos possíveis criadouros, o uso de repelentes e de mosqueteiros. Estamos vivendo uma epidemia dessas doenças e todo cuidado é pouco”.

A iniciativa foi parabenizada pela jovem Ana Rosa Santos Ferreira, que está no quarto mês de gestação. “Já haviam me alertado sobre a dengue e essas outras enfermidades que podem prejudicar até a saúde do meu bebê. Minha mãe foi infectada pelo mosquito o ano passado porque não tivemos um cuidado especial, mas agora seremos mais cautelosos. O trabalho das pessoas envolvidas nesse projeto é de fundamental importância para a sociedade. Todos estão de parabéns”, finalizou.

Medidas preventivas para as mulheres grávidas

Considerando a relação entre a ocorrência de microcefalia e a infecção pelo vírus Zika, recomenda-se a todas as gestantes:

– Procurar uma unidade básica de saúde para realizar o acompanhamento pré-natal desde o início da gravidez até o nascimento do bebê;

– Atualizar as vacinas de acordo com o calendário vacinal do Ministério da Saúde;

– Todo e qualquer medicamento somente deve ser usado com orientação do profissional que acompanha o pré-natal;

– Atenção para a natureza e qualidade daquilo que se ingere (água, alimentos, medicamentos) ou tem contato, e o potencial desses produtos afetarem o desenvolvimento do neném;

– Proteger-se das picadas de insetos durante a gestação, utilizando roupas que protejam partes expostas do corpo, permanecendo, principalmente no período entre o anoitecer e o amanhecer, em locais com barreiras para entrada de insetos como: telas de proteção, mosquiteiros, ventilador, ar-condicionado ou outras disponíveis e usar repelente indicado pelo profissional que acompanha o pré-natal;

– Evite a proliferação do mosquito em casa, eliminando todos os possíveis criadouros e depósitos que acumulem água parada.

Dell Pinheiro – dell.81@hotmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *