Governo certifica agentes de polícia civil por curso de atendimento humanizado

O governo do Estado, por meio da Fundação Escola do Servidor Público do Acre (Fespac), vinculada à Secretaria da Gestão Administrativa (SGA), certificou nesta quarta-feira, 15, agentes de polícia civil que concluíram o curso Postura e Ética Profissional no Atendimento ao Cidadão, oferecido pela instituição.

O curso é parte das políticas instituídas pela gestão para a prestação de atendimento humanizado em todas as áreas da administração pública. Nesse sentido, o Grupo de Treinamento Policial (GTP) da Polícia Civil buscou a Fespac para promover aos agentes que ficam distribuídos nas delegacias da capital a qualificação, com vistas à melhoria da qualidade dos serviços prestados ao cidadão.

“A formação representa um olhar diferente do governo do Estado voltado para os servidores, que visa oferecer esse atendimento interno, o que se reflete positivamente no trabalho que esses servidores oferecem ao público externo. Assim, teremos a garantia de melhores serviços nas unidades policiais e o atendimento de excelência a toda a população”, enfatizou o diretor do Departamento de Polícia da Capital e do Interior (DPCI), delegado Nilton Boscaro.

Oferecer noções e ferramentas comportamentais é parte da missão institucional da Fespac. “Essa é uma exigência do nosso governador, que prega pela necessidade de que mantenhamos a qualidade do atendimento ao público efetivamente com excelência. Estamos estendendo nossas ações, inclusive, para o interior do Estado nesse sentido”, destacou a diretora-presidente da Fespac, Heloisa Pantoja.

A agente de polícia civil Débora Bonfim disse: “Foram noções de atendimento que acrescentaram muito naquilo que podemos desenvolver no dia a dia no trato com o cidadão que chega às delegacias em busca de serviços”.

Foram abertas três turmas, que também contemplaram profissionais do Corpo de Bombeiros, Exército Brasileiro, Iapen, Polícia Militar e Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp). Ao todo, foram certificados 70 profissionais, sendo 63 policiais civis.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *