Publicado em 29 de maio de 2018

Governo e prefeitura vão retomar Ruas do Povo em Rio Branco

Governo e prefeitura vão trabalhar em união para dar sequência às obras do Ruas do Povo (Foto: Sérgio Vale/Secom)

Ao beneficiar cerca de 60 bairros em Rio Branco, o programa Ruas do Povo, do governo do Estado, transformou a cidade. Em reunião nesta segunda-feira, 28, o governador Tião Viana e a prefeita Socorro Neri, juntamente com suas equipes, iniciaram o planejamento para a retomada das obras de saneamento, ligação de água e pavimentação na capital durante o verão que se aproxima.

“Estamos falando de um investimento de 20 anos que a prefeitura não poderia fazer em cinco. O programa Ruas do Povo tirou dos pântanos muitos bairros de Rio Branco”, afirmou o governador. Para mostrar o tamanho das ações de saneamento em todo o estado, o Acre tinha cerca de 300 quilômetros de rede de distribuição de água no ano 2000, passando para mais de 2.300 quilômetros em 2016, após as obras do governo.

Só na capital, estão sendo investidos desde o início do programa mais de R$ 450 milhões e foram realizados mais de 350 quilômetros de novas ruas. Chegando em várias regionais de Rio Branco, o Ruas do Povo ajudou a elevar a qualidade de vida das famílias, pois leva consigo o esgotamento sanitário de forma correta, água potável e mobilidade com o calçamento e pavimentação das ruas.

A prefeita Socorro Neri falou de sua gratidão ao governo do Estado pela união em um momento difícil financeiramente em todo o país. Ela explica ainda que a prefeitura está fazendo o planejamento para iniciar as obras de tapa-buraco em toda a cidade, com isso o Ruas do Povo vai chegar para somar forças neste trabalho.

“Nós estamos muito felizes porque o programa vai atender diretamente 60 bairros com ações de intervenção total e com ações que faltavam ser concluídas. Nós vamos ter uma cidade melhor cuidada, bem estruturada e mais bonita com apoio do governador Tião Viana”, disse Socorro Neri.

Essa etapa de investimentos no Ruas do Povo irá fechar um ciclo de R$ 4 bilhões em todo o estado. O projeto, que é fruto de uma decisão política de saneamento e qualidade de vida, tem ajudado a transformar o cenário da saúde e o desenvolvimento humano. Em Rio Branco a taxa de mortalidade infantil, um dos principais indicadores de qualidade de vida e de saúde, saiu de 21,81, em 2007, para 11,46 óbitos infantis (a cada 1.000 nascidos vivos) em 2017.

Moisés Diniz, diretor-presidente do Departamento de Pavimentação e Saneamento (Depasa), órgão que executa o programa, falou como será realizado o trabalho também em conjunto com as comunidades. “Junto das obras, vamos realizar uma ação de envolver o movimento social, presidentes de bairros e associações, para construir juntos esse grande sonho da população de Rio Branco de ter seus bairros com rua, água e esgoto”, declarou.

 

Arison Jardim – Agência de Notícia do Acre 

Deixe seu comentário

Mensagem (Obrigatório)