Internauta se aproveitou da situação e editou vídeo: “é um sacana!” diz Gleici

 

Logo após o incidente envolvendo o ex-BBB Wagner Santiago na noite dessa segunda-feira, 19, onde o ciclista Francisco de Assis Almeida de Lima, de 38 anos, acabou atropelado pelo artista visual na região do bairro Aviário, em Rio Branco, Gleici Damasceno tratou de explicar a situação. Ao ac24horas, a acreana afirmou que o vídeo divulgado pelo internauta Hedislandes Gadelha, assessor do governador Gladson Cameli, foi editado.  “Foi um acidente. (…) Mas o cara [autor das imagens] chegou dizendo que o Wagner tinha matado uma menina e ele ficou estressado. Quem não ficaria estressado de ser acusado de ter matado uma pessoa? Mas essa parte do vídeo ele não publicou porque ele é um sacana”, retrucou Gleici.

Conforme afirmações de Damasceno, a situação pode ter sido distorcida ao ganhar, amplamente, as redes sociais. “Estávamos esperando a perícia chegar e ele [Hedislandes] chegou lá querendo gritar, filmar, se aproveitou da situação. Ele que é um sacana, quis se aproveitar de uma situação. Biscoiteiro!”, desabafou.

Gleici não estava no carro no momento do acidente. Ela estava com a mãe, próximo do local em que o incidente aconteceu. Após a chegada da perícia, Wagner passou pelo teste do bafômetro e o resultado apontou negativo para consumo de álcool. O ex-casal está no Acre gravando cenas de um filme local.

Gleici: ‘vídeo foi editado’

A também ex-BBB garante que o vídeo publicado na internet foi editado pela pessoa que filmou a cena após o acidente. “Ele editou, com certeza, pois ele cortou a parte que ele fala que o Wagner tinha matado uma menina. Quem não iria se estressar ao ouvir isso, sendo que não é verdade?”, pontou Damasceno.

Em determinado momento do vídeo, Gleici aparece tentando conversar com Gadelha, pedindo compreensão para que a placa de seu carro não fosse filmada. Em sua conta no Instagram, Wagner disse que se incomodou ao ouvir as supostas acusações de que teria matado uma pessoa e que o internauta fez sensacionalismo com o caso.

Gleici e Wagner seguiram para o hospital para acompanhar a vítima, que deu entrada no pronto-socorro apenas com leves escoriações. No PS, o advogado Oly Duarte, figura conhecida nas gestões da Frente Popular do Acre (FPA), fez companhia aos ex-bbb’s.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *