Mãe de cronista esportivo acreano morre aos 76 anos

A mãe do cronista esportivo acreano Manoel Façanha faleceu neste domingo, 29, na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) da Fundação Hospitalar do Acre, em Rio Branco, após sofrer infarto do miocárdio. Dona Arminda da Silva Tavares morreu aos 76 anos e deixa cinco filhos, além de sobrinhos e netos.

Arminda era aposentada do quadro da Secretaria Estadual de Educação, onde trabalhou por 30 anos, por último, como bibliotecária na Escola Natalino da Silveira Brito.

Moradora antiga do bairro Estação Experimental, Façanha afirmou em seu perfil nas redes sociais que ela “deixa um legado de vida de mulher forte, honesta, guerreira… que superou inúmeras adversidades para alimentar e educar seus cinco filhos”.

O velório começou ontem às 16 horas domingo e o sepultamento está previsto para esta segunda-feira, 30, no Cemitério São João Batista (ainda sem horário definido). “Que Deus possa, pela sua misericórdia, perdoar suas falhas e recebê-lo de braços abertos em seu trono celestial, bem como confortar os filhos, parentes e amigos”, escreveu Façanha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *