Mais 312 famílias iniciarão 2016 de casa nova na Cidade do Povo

Moradia digna, qualidade de vida e todos as garantias necessárias, como segurança, educação, saúde e cidadania, são parte de um novo recomeço para as 312 famílias que iniciarão 2016 de casa nova, a custo zero, na Cidade do Povo, em Rio Branco.

A entrega oficial das unidades pertencentes ao programa Minha Casa Minha Vida (MCMV), do governo federal, será feira pelo governo do Estado, na manhã desta terça-feira, 29.

Oriundos dos bairros Adalberto Aragão, Preventório, Seis de agosto, Baixada da Habitasa e da Colina, Cidade Nova, Base e Cadeia Velha – considerados áreas de risco da capital – os novos moradores se juntarão a outras 2.647 famílias que já vivem na Cidade do Povo.

Com as novas unidades, o governo reúne 3.003 famílias morando efetivamente no novo bairro de Rio Branco, o que representa a conclusão de 90% da primeira etapa do projeto que prevê a entrega de 3.348 casas e deve ser concluída ainda no primeiro trimestre de 2016, com a entrega de outras 345 moradias.

Cidade do Povo

Segundo a Secretaria Estadual de Habitação (Sehab), 10.220 pessoas já vivem no empreendimento, um número que supera as populações dos municípios de Bujari (9.173), Manoel Urbano (8.514), Jordão (7.330), Assis Brasil (6.610) e Santa Rosa do Purus (5.593).

Mas nem só de moradias o projeto é constituído: escolas, delegacias e postos de segurança, unidades de saúde (inclusive uma Unidade de Pronto Atendimento [UPA]) e diversas áreas de lazer e comerciais já fazem parte da realidade do empreendimento.

A Cidade do Povo é o maior projeto habitacional que o Acre já teve, e representa uma das mais belas páginas da sua história na habitação.

É fruto de um compromisso do governador Tião Viana, que terá entregue, ao final das obras, 10.518 moradias, reunindo mais de 50 mil pessoas em um único bairro da capital.

Minha Casa, Minha Vida

Criado em 2009, o Minha Casa, Minha Vida já contratou 4,1 milhões de unidades habitacionais, em todo o país. Dessas, cerca de 2,5 milhões já foram entregues.

Por meio de subsídios e juros diferenciados, o programa atende famílias com renda mensal entre R$ 800 e R$ 6,5 mil.

O investimento total no Minha Casa, Minha Vida nas fases 1 e 2 supera R$ 270 bilhões, de acordo com o Ministério das Cidades.

Por Ana Paula Pojo

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *