Mecânico é assassinado a tiros na zona rural do município de Xapuri

A Polícia Militar de Xapuri comunicou ter sido noticiada, no começo da noite desta quarta-feira, 20, do assassinato do pequeno empresário e mecânico Josemar da Silva Conde, o Tripinha, de 47 anos, ocorrido no seringal Barra, colocação Campo Verde, na Reserva Extrativista Chico Mendes.

Josemar Conde é muito conhecido em Xapuri pela sua dedicação ao ramo de motocicletas, sendo um dos mais tradicionais mecânicos desse tipo de veículo na cidade. Nas últimas eleições, foi candidato a vice-prefeito compondo a chapa do ex-prefeito Wanderley Viana de Lima.

A notícia do homicídio chegou à polícia por meio de um funcionário do mecânico que o acompanhava no momento do crime.

Segundo o relato dessa testemunha, o fato ocorreu quando Josemar foi até a casa de um vizinho de sua colocação conhecido pela alcunha de “Chico Doido”, com quem ele tinha uma disputa judicial por conta de um desentendimento sobre a linha divisória entre as duas propriedades.

A testemunha informou que após Josemar chegar ao lugar e iniciar uma conversa com um senhor cujo nome não soube informar, foi atingido na região do ombro/peito por um tiro de espingarda desferido por Chico Doido, que fugiu adentrando a mata logo em seguida.

O informante disse que viu a vítima morrer no local e que, depois disso, correu até a cidade para comunicar o fato.

Com base nas informações da testemunha, a Polícia Militar fez o registro do fato noticiado em boletim de ocorrência e encaminhou à Delegacia Geral de Polícia Xapuri para as demais providências.

O delegado titular de Xapuri, Alex Danny, informou que em razão do difícil acesso ao local do crime foi solicitado o apoio de um helicóptero para trazer os peritos e fazer o resgate do corpo ao IML de Rio Branco.

Falamos também com tenente-coronel Edener Franco da Silva, comandante do BOPE, que nos confirmou a tentativa pelo uso do helicóptero, mas disse que a resposta sobre a liberação da aeronave ainda está sendo aguardada.

Segundo informações de pessoas que conhecem a área onde ocorreu o crime, o local está a cinco horas de caminhada a partir do último ponto em que os carros podem chegar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *