Motoristas da capital reclamam de parquímetro sem operação

motoristas parquimetrosCondutores que estacionaram seus carros na região central de Rio Branco, próximo à Praça da Bandeira, na manhã dessa quarta-feira, 13, reclamaram do sistema de estacionamento rotativo, conhecido por Zona Azul, implantado na capital em dezembro de 2014. Eles alegaram que um dos parquímetros instalados naquele local estava fora de operação. A situação gerou aborrecimento e alguns motoristas tiveram que pagar R$ 5, pois não conseguiram utilizar o sistema.

“Essa não é a primeira vez que isso acontece comigo. Já fui multado umas quatro vezes porque o sistema não funciona direito. Fui orientado pela fiscal a procurar outro parquímetro. Respondi que não iria, pois estava com pressa. Ela, então, falou que eu corria risco de tomar outra multa. Isso é uma palhaçada, aonde vamos parar! Acho que eles não deviam fazer a cobrança dessa taxa, ou cobrar somente das pessoas que passam muito tempo no local”, desabafou Kelson Nakaajyma, vendedor.

O motoboy Serafim Neto também tentou fazer o pagamento no parquímetro, porém não conseguiu. “Esse é mais um contratempo na vida corrida que levo, além de não ser ressarcido, caso minha moto seja danificada ou até mesmo roubada, ainda tenho que esperar o sistema voltar ao normal. Sei que, se não pagar o estacionamento, serei multado. Essa é a primeira vez que acontece comigo, mas outros condutores já se queixaram”, disse.

Tela informava que sistema estava fora de operação
Tela informava que sistema estava fora de operação

Na capital acreana, o serviço de estacionamento rotativo é prestado pela empresa concessionária Serttel. De acordo com o gerente regional, Henrique Borges, a verificação preventiva dos parquímetros é feita diariamente. “Quando acontece esse tipo de situação, nós encaminhamos uma equipe. São vários os fatores que podem ocasionar a falha no sistema, como papel preso ou falta de bateria, além de algumas pessoas que jogam pedrinhas ou até moedas falsas na máquina”, disse.

Borges também comentou que o serviço no local já foi normalizado. “O problema naquele parquímetro já foi resolvido, isso em menos de 30 minutos, que é o tempo máximo para arrumar a máquina. Caso isso ocorra, orientamos as pessoas a utilizar outros aparelhos que ficam próximos. Sei que alguns condutores podem reclamar, isso é normal; porém, devemos salientar que a implantação do estacionamento rotativo, que já completou um ano, foi fundamental para desafogar o trânsito em Rio Branco”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *