No rio Purus, infratores tentam estuprar menor de 12 anos e decepam dedo de mulher

 

Por Aldejane Pinto.

Um caso extremo de violência na zona rural chegou ao conhecimento da delegacia de Sena Madureira. A denúncia indica que uma criança sofreu tentativa de estupro e uma mulher ficou ferida a golpes de terçado ao defender a filha, o pai da garota também apanhou. Os acusados da barbárie são dois homens sobrinhos do casal agredido, que estão em liberdade.

De acordo com Maria Antônia Clemente, o caso ocorreu na comunidade Sardinha, lado direito do rio Purus, no último dia 14 de novembro pela parte da tarde. Naquela data, sua filha de apenas 12 anos de idade quase foi estupro pela dupla e, como consequência, fraturou o braço esquerdo ao correr para não ser violentada.

Não satisfeitos, os homens – cuja identificação já foi repassada a polícia, agrediram a mãe da menor com várias terçadadas nos braços. Pelas fotos é possível visualizar que a trabalhadora rural teve um dedo decepado, além de sofrer outros cortes no braço esquerdo.

De acordo com Maria Antônia, o esposo dela também sofreu agressão e teme pela vida, porque houve ameaça de morte. Para intimidar a família, os malfeitores ameaçaram “terminar o serviço” caso a família voltasse para sua residência ou comunicasse o ocorrido às autoridades. Desesperada e sem saber o que fazer, a dona de casa procurou a polícia de Sena Madureira para pedir ajuda.

A polícia deve tomar às devidas providências, no entanto, preferiu não divulgar para não atrapalhar a investigação. Como o lugar pertence a jurisdição amazonense, a delegacia de Boca do Acre também deverá ser comunicada do caso.

Segundo a polícia civil, a família necessita, inclusive, de ajuda material, pois não tem condição de comprar roupa e até comida para se manter na cidade enquanto resolve o impasse. Quem desejar oferecer algum tipo de mantimento, pode procurar a delegacia de Sena Madureira. A secretaria de assistência social também será comunicada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *