Termo garante Acre como área livre de aftosa sem vacinação em 2020

Mais um importante avanço foi selado nesta terça-feira, 12, para assegurar de uma vez por todas o Acre como zona livre de aftosa sem vacinação a partir do próximo ano. Por meio de um termo de cooperação firmado entre governo do Estado e o Fundo de Desenvolvimento da Pecuária do Acre (Fundepec), todas as 25 unidades do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Acre (Idaf) distribuídas nos 22 municípios serão reformadas e modernizadas, obedecendo criteriosamente os padrões estabelecidos pelo Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) para a certificação.

Pelo acordo, o Fundepec arcará com os investimentos na ordem de R$ 2 milhões referentes a execução das obras. As contratações das empresas serão feitas por meio de editais de chamamento público e a expectativa é que os trabalhos sejam iniciados até o fim deste mês. Já o governo estadual garantirá o apoio logístico e fiscalização nos prédios do Idaf certificando se as benfeitorias estão sendo realizadas de acordo com o cronograma e modelo exigido para que o Acre consiga a suspensão da vacina contra febre aftosa em seu território.

O vice-governador, Major Rocha, enfatizou que o Estado tem tratado o assunto com total prioridade e que a parceria com o Fundepec é fundamental para que a pecuária do Acre alcance outro patamar perante o mercado nacional e internacional. “Essa parceria vai nos ajudar bastante e dar a certeza de que a partir do próximo ano, o Acre será declarado pelo Ministério da Agricultura área livre de aftosa sem vacinação. Este é pleito antigo dos pequenos, médios e grandes pecuaristas e certamente nós vamos conseguir cumprir todas as metas que estão sendo exigidas”, pontuou.

Bastante otimista, o presidente do Fundepec afirma que a retirada da vacinação para o rebanho bovino acreano trará inúmeros avanços para a pecuária local. Alcides Teixeira ainda elogiou a postura do governo, que desde o princípio mostrou-se empenhado em concretizar a parceria. “Esse acordo representa um passo muito importante para a pecuária do Estado do Acre. Assinamos um termo de cooperação da iniciativa privada com o governo, algo que nunca aconteceu em anos anteriores. Estamos vendo um avanço muito importante e aquilo que mais preocupava o governo, hoje foi resolvido”, destacou.


Segundo o diretor-presidente do Idaf, com a reformas das unidades, o Acre, que integra o Bloco I dos estados livres de febre aftosa sem vacinação, cumprirá todas as etapas até o limite estabelecido Mapa, que é o dia 30 de março de 2020.

“Tecnicamente, nós já estamos prontos. Os manuais foram elaborados, os procedimentos operacionais estão em fase de conclusão e a questão das reformas era o grande gargalo e com o investimento do Fundepec, esta parte já está resolvida”, argumentou Rogério Melo.

A reunião que marcou a assinatura do termo de cooperação contou ainda com a presença do secretário de Estado da Casa Civil, José Ribamar Trindade, e do secretário de Produção e Agronegócio, Edvan Maciel de Azevedo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *