Dados da secretaria municipal de saúde revelam que a leptospirose mata muito mais pessoas que a dengue, Chikungunya e Zica.

Ronaldo Guerra-EcoacreTV

A última morte por dengue em rio branco aconteceu em 2.009, a leptospirose matou duas pessoas entre 2.017  –  2.018. A chegada do período chuvoso é reconhecido pelas autoridades da área da saúde como endêmico, propício a doenças sazonais que estão ligadas diretamente ao clima, entre elas, está a leptospirose, transmitida pela urina do rato, que vem se proliferando intensamente muita por conta das enxurradas que se tornaram frequentes nas últimas semanas.

A secretaria municipal de saúde está preocupada com a expansão no número de casos confirmados, em 2.017, os técnicos e agentes de endemias realizaram 755 notificações desse total, 107 foram com firmados, com um óbito. Em 2.018, foram 809 notificações e dois óbitos, a diretora de epidemiologia do município, Socorro Martins, lembra que o período de incubação da doença é de 15 dias após o contato com a água infectada, os sintomas são bem parecidos com os da dengue o diferencial são as dores na panturrilha.

Para evitar a doença, o ideal é que a pessoa se proteja quando for ter contato com água da chuva, calçando botas, capas e vestindo calças apropriadas para andar nesses ambientes. Socorro Martins tem conhecimento que são raras as pessoas que tomam esses cuidados, mas, a obrigação da secretaria, como órgão público é orientar da melhor maneira possível a final de contas prevenir é melhor que remediar.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *