Publicado em 28 de março de 2013

Famílias alagadas recebem apoio da prefeitura 24 horas

O prefeito Marcus Alexandre visitou os bairros Ayrton Senna e Seis de Agosto nesta quinta-feira, 28, para avaliar a assistência que o poder público vem prestando às famílias atingidas pela cheia do rio Acre e seus afluentes  em Rio Branco.  Governo, Prefeitura e Exército Brasileiro mantem uma grande estrutura que atende, 24 horas por dia, todos que precisam deixar as casas e serem levados para o abrigo público ou casas de amigos e parentes. “Estamos trabalhando 24 horas na assistência às famílias”, confirmou o prefeito após vistoria de barco pelas travessas Santa Terezinha e Cearense, no Seis de Agosto.

O nível do rio começou a baixar depois das 9h de hoje (28), mas a situação ainda é de muita atenção,  alertou o prefeito. No bairro Ayrton Senna, um dos primeiros a sofrer com a enchente, Marcus Alexandre caminhou pelo Beco do Abacaxi e rua Campo Grande. Acompanhado de líderes comunitários, o prefeito avaliou como “sob controle” a situação naquele bairro. A Prefeitura de Rio Branco, por meio do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) cadastrou 280 famílias vivendo em áreas muito críticas em uma das partes mais baixas  da capital. Dessas famílias, 150 foram levadas para o Aluguel Social ao longo dos últimos anos.

Em visita à central de operações da alagação 2013 no Corpo de Bombeiros, o prefeito observou que há uma tendência climática favorável à vazante do rio Acre e seus afluentes. A estação da Agência Nacional de Águas no município de Capixaba informa que o nível do rio caiu de 12,37 metros  para 12,13m das 6h às 8h desta quinta-feira. Além disso, conforme mostraram os coordenadores da Defesa Civil do município e do Estado, George Santos e coronel Gundim, não chove já há algum tempo na região de  cabeceira do rio Acre, a 120 quilômetros de Assis Brasil na reserva ecológica Rio Branco.

Deixe seu comentário

Mensagem (Obrigatório)