MPAC consegue condenação de acusados de homicídio bárbaro em Bujari.

Em julgamento perante o Tribunal do Júri realizado no dia 13 de março, na comarca de Bujari, o Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) conseguiu a condenação de A.C.A. e C.S.R, acusados de homicídio qualificado por motivo torpe e utilização de emboscada, além de corrupção de menores.

O juiz Manoel Simões Pedroga estabeleceu a pena para ambos em 19 anos de reclusão. Em 2017 os acusados, na companhia de dois adolescentes, executaram com arma de fogo I.L.F., através de uma emboscada, após desentendimento na troca de uma motocicleta e por motivação de rivalidade entre facções.

Os adolescentes foram condenados a cumprir medidas socioeducativas em razão de atos infracionais graves. Eles, além de terem participação direta no homicídio, contribuíram de forma preponderante com informações para que o crime fosse consumado.
O promotor de Justiça da comarca de Bujari, Luís Henrique Corrêa Rolim, atuou no caso e sustentou que o homicídio se deu, além do desentendimento na negociação do veículo, pela guerra entre as facções. Ele destacou a atuação do MPAC contra o crime organizado.

“Através de seus membros que atuam na área criminal em todo o estado, o Ministério Público vem realizando um trabalho constante e firme de combate ao crime, em especial ao crime organizado”, destacou o promotor de Justiça.

Jaidesson Peres- Agência de Notícias do MPAC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *