Publicado em 19 de junho de 2017

Arabesque Estúdio de Dança e Academia apresenta espetáculo “Carmen”

Música cigana com uma pitada de ballet clássico. Esta é a proposta da Arabesque Estúdio de Dança e Academia que realiza, nos próximos dias 1 e 2 de julho, o 11º espetáculo da companhia, intitulado “Carmen”, baseado na ópera de quatro atos do compositor francês Georges Bizet e na novela homônima de Prosper Merimée. O evento acontece no Teatro Plácido de Castro e conta com a participação de 38 bailarinos, com idades variantes de oito a 48 anos, e os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).
O enredo fala da sedutora cigana Carmen, que afasta Don José de sua noiva Micaela e dá início a uma trama trágica de amor. À época de sua estreia, em março de 1875, a ópera foi considerada um escândalo pela plateia, em Paris, já que a protagonista seria considerada desprovida de moral, remorso ou piedade.
De acordo com a diretora e uma das coreógrafas do espetáculo, Vanessa Mendes, a proposta é adaptar a história a todos os públicos. “Acreditamos que conseguimos mostrar roteiros interessantes com adaptações, de modo que todos conheçam esta belíssima obra e, ainda, saiam satisfeitos com as apresentações. Além disso, contamos com a participação e pleno trabalho dos alunos, que se esforçaram muito para que esta obra fosse contada por meio da dança”, ressalta.

A bailarina Beatriz Rodrigues, que também é diretora e coreógrafa, dá vida à Carmen e garante: se preparar para uma personagem com tanta vida não é fácil. “A Carmen é sedutora, difícil de controlar, e fazê-la será um trabalho árduo. Mesmo assim, tivemos apoio de preparação de atuação para que pudéssemos dar mais ênfase, mesmo que na dança”, retrata.

Pioneirismo
Com 12 anos de existência, a Arabesque Estúdio de Dança e Academia se destaca, em 2017, por fazer dois espetáculos por ano. “A maioria das academias de dança que, enfatizo, não são nossas concorrentes, mas apoiadoras, fazem apenas um espetáculo anual. Viemos com esta proposta de fazer dois justamente para nos desafiar esperamos que o público saia com uma perspectiva positiva”, avalia Vanessa Mendes.
Mendes relembra que, ao final do ano, a ideia é montar mais um espetáculo de dança. “Com um tema que vai, com certeza, agradar a todos”, finaliza.

Deixe seu comentário

Mensagem (Obrigatório)