Publicado em 18 de junho de 2017

Bethe Correia provoca e sofre nocaute avassalador de algoz de Ronda Rousey

Bethe Correia não foi páreo para Holly Holm na luta principal do UFC Singapura, evento que aconteceu na manhã deste sábado (17). Mesmo após um início equilibrado, a brasileira sucumbiu ao melhor jogo em pé da americana e foi nocauteada no terceiro round do duelo mais aguardado do card asiático. O triunfo foi praticamente um repeteco daquele aplicado pela ex-campeã dos galos (61 kg) diante de Ronda Rousey em novembro de 2015.

A americana aproveitou um momento de distração da brasileira, que a provocava e chamava para a luta, e acertou um chute alto espetacular que fez Bethe desabar. Ainda deu tempo para Holm acertar um soco de esquerda já com a rival no chão que sacramentou o fim do combate. Com isso, ela põe fim a uma sequência ruim de três derrotas seguidas – o último triunfo foi justamente contra Ronda.

“Tivemos muitas vaias, mas eu tive que me manter no meu plano de jogo. Ainda bem que eu tenho os meus técnicos comigo. Essa noite eu vou curtir. Fazia um ano e meio (que não vencia), então eu vou curtir. Me sinto abençoada”, afirmou a americana ainda dentro do octógono.

A luta

O duelo começou com as duas atletas se estudando bastante. Holly Holm tomou conta do centro do octógono e usava sua maior envergadura para manter a brasileira mais próxima à grade e sem oferecer perigo. Bethe foi tentar e acertar algum golpe apenas no finalzinho dos primeiros cinco minutos.

Os estudos e a pouca ação se repetiram no segundo assalto, e isso levou o público local a ensaiar as primeiras vaias. A falta de combatividade das atletas fez até o árbitro central interromper o combate para alertá-las para serem mais ofensivas. A chamada de atenção fez efeito e o lance capital surgiu na parcial seguinte.

Bethe entrou no octógono mais confiante e disposta a tirar sua rival do sério. A brasileira baixou a guarda algumas vezes e chamou Holm para cima. A americana então aceitou a provocação e acertou um chute alto de esquerda sensacional que colocou sua oponente ao chão. O soco de esquerda foi apenas para não deixar dúvidas do seu triunfo.

Deixe seu comentário

Mensagem (Obrigatório)