Publicado em 30 de abril de 2013

Equipe da Baixada do Sol se prepara para Campeonato Municipal de Handebol

Nos últimos meses o dia a dia de 21 jovens moradores da Baixada do Sol tem sido dedicados aos treinos que handebol. Muitos enfrentam grandes dificuldades devido a falta de equipamentos e outros itens para a pratica do esporte, mas mesmo assim não abandonam a esperança de se tornarem campeões municipais da modalidade.

A Prefeitura  já anunciou o calendário de realização das competições nas mais diversas modalidades. O handebol que ainda tem sido pouco apoiado, terá seu espaço garantido durante a gestão do Prefeito Marcos Alexandre conforme foi anunciado na ultima semana durante a criação da Secretaria Municipal de Esportes.

A iniciativa para enfrentar o desafio partiu do ex-atleta e agora Arquiteto Paulo Franco que conseguiu agregar jovens moradores dos vários bairros que compõem a Baixada do Sol para integrar  a equipe do Handebol da Baixada. De acordo com o coordenador do time, a falta da prática de esportes induz a muitos adolescentes, crianças e jovens a serem seduzidos pela vida fácil do crime. “Com a nossa participação no Campeonato as pessoas que estão envolvidas terão a possibilidade de crescer no esporte, como pessoas e também ter um entretenimento, coisas que são necessárias para a melhor qualidade de vida do ser humano”, afirmou Paulo Franco.

A equipe treina três vezes durante a semana e a maior dificuldade enfrentada  pelos atletas é a falta de quadras para a pratica do esporte. “Temos que pagar o aluguel do Ginásio Coberto e de algumas outras quadras para realizar os nossos treinos e temos ainda vários dias pela frente antes que comece o campeonato, estamos nos virando como dá, mas tenho a certeza que as coisas podem complicar daqui pra frente” disse o Coordenador do time.

Os jogadores demonstram garra e determinação em cada lance que realizam durante os treinos e será difícil fazer com que essa moçada desista da vitória no Campeonato. “Vamos continuar o nosso ritmo de treino, vamos montar e consolidar nosso esquema tático de jogo, sabemos que temos ai muitas coisas a superar, mas contamos com o apoio dos amigos, da Federação e de todos que acreditam que o esporte seja um instrumento para a mudança de vida” concluiu Paulo Franco.

(Chrísna Lima)

Deixe seu comentário

Mensagem (Obrigatório)