Publicado em 26 de março de 2013

Abril é o mês da Voz

A voz é o instrumento de trabalho de quase todas as profissões. Educadores, atendentes, professores, vendedores, locutores, atores, palestrante e tantos outros, são constantemente avaliados pela forma como falam. Para conscientizar a população sobre a importância da voz humana, a Secretaria de Estado de Saúde, por meio do Centro Estadual de Referência em Saúde do Trabalhador/Cerest, realiza no período de 15 a 19 de abril a Semana da Voz.

O objetivo da Semana é promover a conscientização da população sobre a importância da voz humana para a promoção da saúde, bem como realizar conscientização de sinais e sintomas que favoreçam o diagnóstico precoce de doenças, como o câncer de laringe, que pode comprometer a qualidade de vida e a própria sobrevida dos indivíduos. O Brasil é o segundo país no mundo em incidência de câncer de laringe.

“Sabemos que há grande possibilidade de cura para câncer de laringe, desde que diagnosticado no início do quadro. A celebração é de extrema importância e representa uma oportunidade única de disseminar conhecimento, orientar a população, promover ações de saúde e auxiliar no encaminhamento adequado de problemas potenciais ou reais”, afirma a fonoaudióloga técnica do Cerest, Gabriela Lima.

Anualmente, em 16 de abril é comemorado o “Dia Mundial da Voz”. Essa celebração foi iniciada no Brasil em 1999, e a partir de 2003 passou a ter expressão internacional, com diversos eventos organizados também nos Estados Unidos, Europa e Ásia. A mobilização nacional segue com o slogan “Seja Amigo de Sua Voz”, e conta com o apoio da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia e conselhos da classe.

No Acre, a programação da Semana da Voz faz parte do projeto “Cuidando da Voz Que Ensina”, e tem como objetivo principal promover a Política Nacional de Saúde do Trabalhador, com ênfase na prevenção da saúde vocal do professor, a partir de um trabalho de aprimoramento vocal dos trabalhadores em Educação da Rede Pública Estadual.

Lima garante que o alto índice de problemas vocais entre os professores é cada vez maior, tendo em vista a grande procura desse profissional pelos serviços de saúde.

“Pode-se observar um número grande de solicitações de licença médica de professores readaptados que exercem outras funções nas escolas e afastamentos destes em decorrência de problemas vocais. Nosso é de objetivo promover a saúde vocal do profissional, bem como, conscientiza-los sobre os sinais e sintomas que favoreçam o diagnóstico precoce de doenças relacionadas a voz”, ressalta a fonoaudióloga.

Programação da semana da voz

A Semana da voz começa no dia 15 de abril, com uma capacitação para os fonoaudiólogos da rede pública, sobre o uso do Protocolo DRVT – Disfonia Vocal Relacionada ao Trabalho -, bem como discutir novas possibilidades de tratamento fonoterápico. A capacitação será ministrada pela dra. Susana Giannini, fonoaudióloga do Hospital Municipal de São Paulo e professora da PUC/PR.

Dando continuidade, no dia 16 de abril, ocorre uma palestra sobre os cuidados com a voz voltada para os trabalhadores em educação. A palestra será realizada na Secretaria Estadual de Educação, a partir das 14h30, e também será conduzida pela fonoaudióloga Susana Giannini.

Além disso, no dia 19 de abril, a equipe do Cerest, em parceria com a Secretaria de Saúde de Rio Branco, estará com um estande no Via Verde Shopping, para conscientizar e orientar à população sobre os cuidados com a voz. Durante a atividade haverá distribuição de brindes.

 

Mônica Araújo (Assessoria Sesacre)

 

Deixe seu comentário

Mensagem (Obrigatório)