Acre tem a melhor avaliação do IDEB nas séries iniciais do ensino fundamental

Secretário de educação Mauro Sérgio Cruz reúne alto staff da pasta para avaliar os resultados do (IDEB). Mauro Sérgio recebeu com entusiasmo a evolução do estado no ranking nacional, mas lembrou que é preciso trabalhar ainda mais para bater as metas em todas as instâncias do ministério da educação.

Pelo segundo ano consecutivo, o acre se manteve em primeiro lugar na região norte, no ranking do índice de desenvolvimento da educação básica (IDEB), nas séries iniciais do ensino fundamental (do 1º ao 5º ano), o (IDEB) 2.019 foi divulgado na manhã da última terça feira e serve como termômetro para medir as boas práticas escolares em todo país, esses números são referentes as escolas públicas, o resultado da rede privada não foi contabilizado.

de 2.017 para 2.019, o salto do acre nessas séries iniciais foi de 1,6%  ainda nessa modalidade, o índice mostrou, por exemplo, que de um ranking de zero a 7, o estado obteve índice de 6,2, ficando à frente dos demais estados da Amazônia legal, em segundo lugar vem amazonas e Tocantins , com 5,8, Rondônia ficou em terceiro, com 5,7, Pará, na quarta posição com 5,0 e por último o amapá com 4,8  para o secretário Mauro Sérgio, existe um longo caminho a seguir nessa proposta de melhorar a qualidade do ensino.

Ainda de acordo com o secretário, a grande dificuldade dos professores é fazer os alunos deslanchar nas disciplinas de matemática e português, uma parcela bem expressiva chega ao ensino médio sem o domínio dessas matérias lembrando que o (IDEB) é calculado em cima dos dados da aprovação dos alunos embasado no censo escolar com o ensino nivelado a escola de ensino fundamental, Getúlio Vargas, de Brasileia, teve a melhor avaliação do estado com 8,1.

Reportagem/ Ronaldo Guerra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *