Boletim epidemiológico traz balanço de infecções por Covid-19 em profissionais da saúde e segurança pública

O mais recente boletim epidemiológico da Covid-19, emitido pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), traz o balanço de infecções em profissionais de saúde de diversas categorias, lotados em unidades de saúde pública e privadas, e trabalhadores da segurança pública do estado que estão atuando desde o início da pandemia.

Quantitativo de profissionais da saúde notificados e com resultados positivos, desde a primeira quinzena de março/2020

Essa edição do boletim apresenta a análise referente ao período de março a setembro de 2020. Segundo o informativo, foram notificados 6.265 casos de síndrome gripal suspeitos de Covid-19 em profissionais de saúde na base de dados do e-SUS/VE. Desses, 2.011 (32%) foram confirmados com a doença, sendo que 1.878 (93,3%) evoluíram para cura, com 9 óbitos (0,4%) dos casos positivos.

Os profissionais mais atingidos pela Covid-19 foram os técnicos ou auxiliares de enfermagem, 666 no total, que correspondem a (33,1%) dos infectados, seguido de 330 enfermeiros que representam (16,4%) e 178 médicos que somam (8,8%) dos casos positivos do vírus SARS-Cov2. Em relação ao gênero, 4.399 dos profissionais (70,3%) são do sexo feminino e 1.866 são do sexo masculino (29,7%).

Do universo de 28.222 pessoas diagnosticadas com Covid-19, 2.011 são profissionais da área da saúde, representando (7%) dos acometidos, como mostra o gráfico

Já em relação ao balanço de infecções pelo novo coronavírus em profissionais da segurança pública, foram 1.716 notificações, 674 casos positivos (39%). Deste total, 664 trabalhadores (98,5%) evoluíram para cura, sem registro de óbitos. Conforme o documento, 997 (58%) das notificações precisam ter sua evolução informada na base de dados municipal. Quanto ao gênero, 312 (18%) das notificações são do sexo feminino e 1.404 (82%) são do sexo masculino.

O boletim da Divisão de Saúde do Trabalhador apresenta, ainda, o histórico de atendimentos realizados pelo Programa de Acolhimento Psicológico Remoto aos Servidores da Linha de Frente à Covid-19 (Acovida), da Sesacre. No período de julho a setembro foram realizados 152 acolhimentos, com 56 finalizados e 96 em andamento.

De acordo com a coordenadora do Centro Estadual de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest), Eliane Costa, os atendimentos são realizados via teleconsulta por psicólogos do Núcleo de Assistência à Saúde do Trabalhador e, quando necessário, acontecem de forma presencial no Cerest.

Os atendimentos são agendados pelo link: https://bityli.com/acovida-acrealém do QRcode para direcionar ao link de atendimentos virtuais, além do e-mail: acovida.acre@gmail.com.

Fonte: Agência de Notícias do Acre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *