Boletim Rio Acre e Queimadas – 14 de agosto

Nesta segunda-feira, 14, o nível do Rio Acre apresenta a marca de 1,60 metro em Rio Branco, de acordo com a medição realizada pela Defesa Civil Estadual. A atual marca do manancial registra o segundo pior índice da série histórica de seca.

A medição do Rio Acre na cidade de Brasileia está em 1,13 metro, e em Capixaba alcançou o nível marca de 1,34 metro. Ambas as marcas apresentaram 1 centímetro de redução, comparado com o dia anterior. Em Xapuri, o manancial se manteve estável nas últimas 24 horas com a medição de 1,77 metro. O Riozinho do Rola apresenta o nível de 1,66 metro.

Em virtude da situação de estiagem, o Departamento Estadual de Pavimentação e Saneamento (Depasa) anunciou na última semana, o início do Plano de Contingência de Abastecimento.

Paralelamente às ações do plano, a autarquia informa que lançará nos próximos dias campanhas de conscientização contra o desperdício de água e intensificará o programa Parcelar, destinado à quitação e parcelamento de dívidas dos usuários dos serviços da instituição.

Ações educativas, de fiscalização e reuniões estão sendo promovidas pelo governo do Estado em parceria com os órgãos representantes do Meio Ambiente, gestores de escolas municipais e estaduais, Bombeiros, Secretaria de Educação. A medida visa conscientiza a sociedade da importância da prevenção e combate aos focos de incêndio em áreas rurais e urbanas.

O governador Tião Viana esteve em Brasília na última quinta-feira, 10, acompanhado do senador Jorge Viana e do deputado federal Raimundo Angelim, para reunir-se com ministros e representantes do governo federal em busca de uma solução emergencial para a grave situação de seca no ponto de travessia do Rio Madeira, na BR-364.

Na sexta-feira, 11, durante Fórum de Governadores da Amazônia, o governador de Rondônia, Confúcio Moura,  atendendo ao pedido de Tião Viana, confirmou que vai decretar calamidade pública devido à seca do Rio Madeira.

O manancial apresenta a marcas de 3,56 metro em Porto Velho e 9,78 em Abunã, na manhã desta segunda-feira, 14.

Queimadas

Os focos de calor acumulados no estado do Acre, no período de 1 de  janeiro à 14 de agosto, correspondem a 885 focos. Nos primeiros quatorze dias deste mês, foram registrados 371 focos de calor, segundo dados de satélite do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), com destaque para os municípios de  Tarauacá, Feijó e Cruzeiro do Sul.

No período de 1 a 14.08.2017, Tarauacá apresentou maior acumulado de focos de calor. Entretanto, Rodrigues Alves registra o maior número de focos por quilômetro quadrado em seu território, ou seja, maior densidade de ocorrência em relação aos demais municípios.

O Patrulhamento Comunitário Rural do Batalhão de Policiamento Ambiental realizou, no último fim de semana a fiscalização de combate aos desmates e queimadas, na Transacreana, no quilômetro 90 e apreensão de madeira irregular na cidade de Acrelândia.

Agência de Notícias do Acre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *