Câmara Criminal julga apelação de Hildebrando Pascoal nesta quinta

hildebrandoA Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Acre julga, a partir das 9h desta quinta-feira, 8, mais um pedido do ex-deputado federal e ex-oficial da Polícia Militar do Acre Hildebrando Pascoal, condenado a mais de 100 anos por crimes relacionados a grupos de extermínio desbaratados na década de 90 no estado do Acre.

Desta vez, de acordo com a pauta de julgamento da Câmara Criminal, publicada no Diário da Justiça do último dia 5, o ex-militar tenta se ver livre de um crime de sequestro e cárcere privado, tendo como vítima a esposa de José Hugo da Silva, o ‘Mordido’, que matou Itamar Pascoal (irmão de Hildebrando) e se refugiou, deixando a mulher Clerisnar e dois filhos menores nas mãos de seu principal cúmplice Agilson Firmino, o ‘Baiano’, morto com requintes de crueldade à época dos fatos.

Além de Pascoal, mais quatro condenados, em maio de 2011, por este crime, constam na Apelação Criminal (0011947-06.2007.8.01.0001), que será julgada na sessão ordinária desta quinta-feira da Câmara Criminal. A relatora do processo é a desembargadora Denise Bonfim. A defesa de Hildebrando será sustentada pelodefensor público Valdir Perazzo Leite.

O crime

Pelo que foi noticiado à época, do dia 3 ao dia 26 de junho de 1996,  Clerisnar, que morreu de câncer há alguns anos, e os filhos foram mantidos reféns do chamado esquadrão da morte. De acordo com a denúncia, eles foram submetidos a interrogatórios sobre o paradeiro do marido, tendo sido ameaçada, torturada e humilhada pelo grupo.

A vítima foi encontrada na cidade de São Paulo, quando um componente do grupo foi preso pela polícia daquele estado.

TJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *