Conselho estadual dos consumidores quer bancada federal mobilizada para conter alta dos preços

Matéria veiculada na TV sobre aumento de preços de produtos da cesta básica mobiliza instituições como ministério público, OAB, PROCON e defensoria pública, que solicitaram da bancada federal ações junto ao governo brasileiro para conter a alta dos preços.

Após matéria veiculada na TV 5 na semana passada, abordando e debatendo a alta nos preços dos produtos que formam a cesta básica, instituições como ministério público, ordem dos advogados do brasil, defensoria pública e PROCON, se reuniram e oficializaram um documento solicitando de deputados federais e senadores um posicionamento junto ao governo brasileiro que tem o poder de mediar esse assunto delicado através do diálogo por meio do ministério da agricultura.

Na realidade esses órgãos fazem parte do sistema estadual de defesa do consumidor, que existe há vários anos, no entanto, o PROCON vinha atuando sozinho na linha de frente, hoje são apenas quatro fiscais para monitorar se os estabelecimentos estão praticando abusividade de preços, são poucos servidores para uma demanda sempre crescente.

A partir de agora, com a pactuarão das ações, são mais órgãos mobilizados e vigilantes no sentido de coibir preços exorbitantes que estejam fora do contexto do mercado regional.

Diego Rodrigues quer a população mais integrada a essa proposta, a final de contas tudo gira em torno do consumidor, mas, o mercado externo também está influenciando para esse quadro.

Reportagem/ Ronaldo Guerra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *