CORONAVÍRUS PROVOCA 63 BAIXAS NA POLÍCIA MILITAR

Foto: Alexandre Martins

Os operadores da área da segurança a exemplo dos servidores da saúde, estão entre as categorias mais vulneráveis com grande risco de contrair a COVID – 19. Na Polícia Militar o vírus tem provocado baixas constantes, prejudicando a escala de serviço, problema esse que atinge batalhões da capital e interior.

São 19 casos confirmados, 12 policiais militares estão em processo de investigação, esperando o resultado dos exames, e outros 32 foram afastados preventivamente. De acordo com o coronel Ulisses Araújo a pandemia tem prejudicado o planejamento elaborado para 2020. Segundo ele: “…Perder mesmo que temporariamente 63 militares, não estava nos planos”.

Foto: Alexandre Martins

O oficial da PM desmentiu os boatos de que o batalhão do município de Feijó tenha apenas quatro militares, “São 28, em breve, receberá o reforço de mais quatro, logo após a conclusão do curso de formação de praças”. No início do ano, o governador Gladson Cameli determinou que todos os Policiais Militares que estão à disposição do Tribunal de Justiça, Assembleia Legislativa e Autoridades, retornem ao comando geral. Segundo Ulisses, os representantes dos poderes estão em tratativas com o governo para resolver a questão.

Reportagem: Ronaldo Guerra / Alexandre Martins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *