Crianças lidam melhor com ensino a distância do que adultos, mas é um desafio para os pais

A pandemia do coronavírus alterou os hábitos sociais de muitas pessoas. Para não ficarem sem estudar, muitos estão aderindo ao ensino a distância. Segundo a neuropsicóloga e neurocientista, médica Paula Silva, as crianças tendem a lidar melhor com as novidades quando comparadas com os adultos.

“Toda mudança é desconfortável; mas, as crianças têm uma maneira de adaptação extraordinária, lidam muito melhor que os próprios adultos: pais e professores”, destaca a médica.

Ainda segundo Paula, o ensino a distância é um desafio para todos. “Eu defendo que o ensino a distância poderia ter sido algo muito positivo. Eu sei a importância das nossas crianças não ficarem sem estudar e de estimularmos o cérebro delas. No entanto, a partir do momento em que ele exclui crianças que não têm condições de acessá-los, ele se torna negativo” (sic), destaca.

A neuropsicóloga e neurocientista explica que os pais não possuem as ferramentas necessárias para aplicar as técnicas em casa. “Os pais não são professores, de modo que não sabem aplicar o ensino como as crianças aprendem nas escolas. E a aprendizagem tem que ser prazerosa”, destaca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *