Defesa Civil diz que cheia atinge seis cidades e afeta mais de 20 mil pessoas diretamente em Rondônia

Um relatório da Defesa Civil Estadual divulgado na manhã desta segunda-feira (31), atualizou os dados referentes a enchente no estado, e revela que a população de seis cidades sofre com o desastre natural, com maior incidência sobre a capital, Porto Velho.

No interior, cinco municípios registram famílias desabrigadas e desalojadas e já pediram auxilio da Defesa Civil.

Em Guajará Mirim e Nova Mamoré, cidades que sofrem com o isolamento terrestre, subiu o numero de desabrigados, e desde a semana passada, o governo deslocou para a região homens da Força Nacional de Segurança e da Saúde.

Guajará registra atualmente 59 famílias desabrigadas e 554 desalojadas. Em Nova Mamoré, a enchente expulsou de casa 17 famílias e desalojou outras 77.

Em Candeias do Jamari, a Defesa Civil informou que subiu para 25 0 número de famílias desabrigadas e 45 estão desalojadas.

Na cidade de Jaru, onde o nível do rio também subiu, 25 famílias foram atingidas. Outras 19 estão em abrigos públicos em Pimenta Bueno e 350 foram afetadas indiretamente.

Já em Costa Marques apenas uma família está desabrigadas e 30 desalojadas. Em Porto Velho 1.384 famílias espalhadas nos 75 abrigos públicos e 3.464 desalojadas, o que totaliza 4.800 famílias afetadas, num total aproximado de vinte mil pessoas vítimas da enchente.

Fonte: RONDONIAGORA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *