Delegada diz que vítimas de golpes no auxílio emergencial não precisam registrar BO

Na coletiva de imprensa desta quinta-feira, 18, a superintendente da Polícia Federal do Acre, delegada Diana Calazans, declarou que as supostas vítimas de golpes do auxílio financeiro emergencial do governo federal não precisam se dirigir à Polícia Federal e nem na Polícia Civil para registrar boletim de ocorrência.

Diana sugeriu que as pessoas ao invés de registrar boletim de ocorrência, procurem a gerência do banco da Caixa Econômica no Acre.

“Elas precisam apenas comparecer à Caixa Econômica, pois a agência vai ter todos os dados necessários, como imagens de saques, horários e demais procedimentos. Daí após a contestação, a Caixa vai enviar os dados para a Polícia Federal para haver a investigação”, explicou.

A delegada contou que já teve contato com o superintendente da Caixa no Acre sobre as orientações. “Uma força-tarefa está sendo feito em Brasília para averiguar fraudes em auxílios emergenciais”, diz.

As denúncias de fraudes no recebimento do auxílio podem chegar a 160 mil casos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *