“Deputados com mandato podem perder o cargo e deputados não eleitos podem ser diplomados”, diz diretor do TRE-AC sobre cassação dos deputados Manuel Marcos e Juliana Rodrigues

O Diretor Geral do Tribunal Regional Eleitoral do Acre, Jonathas Carvalho, falou no início da tarde de hoje (25) que a recontagem dos votos determinada pela decisão do Tribunal Superior Eleitoral sobre o processo do deputado federal Manuel Marcos e a deputada estadual Juliana Rodrigues, ambos do Republicano, mexeu com o coeficiente eleitoral e pode tirar o mandato de quem foi eleito e diplomado e dar posse a quem não foi eleito.

“Quando houve essa decisão do Tribunal Superior Eleitoral do cancelamento dos votos de deputados estadual e federal, mexeu no coeficiente eleitoral, havendo a possibilidade de candidato eleito ser constatado a não eleição e quem não foi sequer diplomado, ser considerado eleito”, disse Carvalho.

A comunicação oficial do Tribunal Superior Eleitoral pode chegar a qualquer momento. O TRE-AC entra de plantão a partir deste sábado. “A comunicação oficial do TSE fala em cumprimento imediato da decisão, deve chegar a qualquer momento, sendo feito imediatamente a nova formula de coeficiente que apontará quem serão os novos parlamentares”, garantiu Carvalho.

Pelo menos três suplentes de deputado federal buscam na justiça o direito de assumir a vaga do deputado Manuel Marcos, condenando pelo TSE. Além de Léo de Brito, do PT, Tião Bocalom que era suplente pelo PSL e Jamyl Asfury, demonstraram interesse pela vaga.

ac2r4horas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *