Publicado em 7 de setembro de 2013

Detran e Hemonúcleo de Cruzeiro do Sul firmam parceira para doação de sangue

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran), por meio da primeira Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran), firmou parceria com o Hemonúcleo de Cruzeiro do Sul, que se encontra com baixo estoque de bolsas de sangue. O objetivo da iniciativa é fortalecer as ações de captação na busca de novos doadores.

Atualmente, o Hemonúcleo possui mais de 800 doadores cadastrados, dos quais apenas 250 estão ativos, fator preocupante, levando em consideração que a unidade atende toda região do Juruá, inclusive Guajará e Ipixuna. Outra dificuldade é a grande incidência da malária e de Hepatites Virais, que deixa muitos doadores inaptos para realizar a doação.

Para o gerente Ciretran de Cruzeiro do Sul, Valdeci Dantas, a ação também vai mostrar o lado humano dos servidores da unidade. “Queremos ajudar a sociedade, mostrar a nossa solidariedade e que o nosso trabalho vai muito além de fiscalizar o trânsito”, afirma.

Segundo a diretora do Detran, Sawana Carvalho, a Ciretran, além de continuar com os trabalhos rotineiros de abordagens e ações educativas, agora investirá em conscientizar e estimular as pessoas a se tornarem doadoras. “A doação é um gesto de solidariedade e com a iniciativa pretendemos incentivar as pessoas, principalmente os condutores, a doarem sangue e salvar vidas”, disse.

Informações sobre doação de sangue

Para doar sangue é necessário:

– apresentar documento com foto, válido em todo território nacional;

– ter entre 18 e 65 anos de idade;

– ter peso acima de 50 kg.

Recomendações para o dia da doação:

– nunca vá doar sangue em jejum;

– faça um repouso mínimo de seis horas na noite anterior à  doação;

– não ingerir bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores;

– evitar fumar por pelo menos duas horas antes da doação;

– evitar alimentos gordurosos nas três horas antecedentes a doação;

– interromper as atividades por 12 horas pessoas que exerçam as seguintes profissões: piloto de avião ou helicóptero, condutor de ônibus ou caminhões de grande porte, profissionais que utilizem andaimes, mergulhadores e paraquedistas.

Quem não pode doar:

– quem teve diagnóstico de hepatite após os 10 anos de idade;

– mulheres grávidas ou amamentando;

– pessoas que estão expostas a doenças transmissíveis pelo sangue como Aids, hepatite, sífilis e doença de chagas;

– usuários de drogas;

– aqueles que tiveram relacionamento sexual com parceiro desconhecido ou eventual, sem uso de preservativos.

(Assessoria)

Deixe seu comentário

Mensagem (Obrigatório)