Publicado em 4 de março de 2013

Em comemoração a semana da Mulher, a Defensoria Pública realiza mutirão de atendimento no presídio feminino

A Defensoria Pública realizou na manhã desta segunda-feira, um mutirão de atendimento as presidiárias do complexo penitenciário de Rio Branco. O atendimento diferenciado aconteceu em alusão à semana da mulher, em comemorações pelo dia 8 de março, quando se comemora o Dia Internacional da Mulher.

Atualmente, 167 reeducandas estão no regime de privação de liberdade, mas são as presas provisórias que mais sofrem com a morosidade da justiça. Como não foram sentenciadas vivem a incerteza do futuro. Esse é o caso de Fábia Pereira da Silva, de 32 anos, mãe de 5 filhos, que foi flagrada no mês passado transportando 32 quilos de maconha do Matogrosso do Sul para o Acre. Ela foi presa em um posto de gasolina quando aguardava o traficante, que acabou desaparecendo.

A ação está sendo desencadeada pela ouvidoria da Defensoria Pública e o Conselho Municipal da Mulher. De acordo com Aldeídes Moura, até o dia 8 de março, elas vão receber serviços nas áreas da saúde, social, e jurídico. A semana será concluída com o dia da beleza. Medidas para elevar a autoestima das detentas.

 

 

(Ronaldo Guerra)

Deixe seu comentário

Mensagem (Obrigatório)