Em entrega de equipamentos no Pronto Socorro, Gladson diz que PCCR da Saúde será uma prioridade

Resley Saab
 17.09.2019  20:51
Atualizado 17.09.2019 às 21:19

Ao receber R$ 1,6 milhão em desfilibradores e monitores para UTIs do novo Pronto Socorro, governador diz que vai tratar como prioridade o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração dos servidores da casa

Em uma de suas primeiras agendas depois de retornar da Alemanha, o governador do Estado do Acre, Gladson Cameli, assinou, no início da noite desta terça-feira, 17, termo de recebimento de dez desfilibradores e de 50 monitores multiparâmetros destinados às unidades de terapia intensiva do novo Pronto Socorro de Rio Branco.

Governador Gladson Cameli, ao centro, com representantes da Universidade Estadual da Paraíba (à esquerda) e com o representante da empresa que fabrica os equipamentos, Valmir Freire, e a secretária de Saúde, Mônica Feres Kanaan (à direita) (Foto: Marcos Vicentti/Secom)

Os equipamentos estão orçados em R$ 1,6 milhão, mas foram repassados pelo Ministério da Saúde (MS) à Secretaria de Estado da Saúde do Acre (Sesacre) a custo zero.

A solenidade serviu também para que o governador tivesse a primeira oportunidade de conversar pessoalmente com os servidores da Saúde, que na semana passada suspenderam o movimento de greve depois de uma reunião com a equipe do governo liderada pelo vice-governador Major Rocha.

Governador Gladson Cameli assina termo de recebimento de aparelhos destinados às UTIs do novo Pronto Socorro (Foto: Marcos Vicentti/Secom)

Na ocasião, ele anunciou que o Governo do Estado vai tratar como prioridade o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração dos servidores da casa e antecipou que a sua equipe prepara um acordo de negociação de dívidas que permitirá uma economia de R$ 200 milhões por ano, em média, cuja parte desse volume poderá atender a melhorias salariais do funcionalismo público.

“Eu, o governador Gladson Cameli, não serei, de forma nenhuma, um problema para vocês. Sem desmerecer as outras secretarias, mas eu gostaria de dizer, de coração, que eu preciso de vocês”, afirmou o governador para uma plateia de médicos, nutricionistas, enfermeiros, técnicos de enfermagem e servidores de apoio.

Governador Gladson Cameli posa para a foto com o professor Paulo Eduardo Silva Barbosa, da Universidade Estadual da Paraíba (à esquerda) e o gerente regional da empresa Lifemed, que fabrica os dispositivos (Foto: Marcos Vicentti/Secom)

Segundo Cameli, o governo tem “procurado vencer os desafios de frente, pelo diálogo e com muito respeito ao funcionalismo público da Saúde”. “A única diferença entre eu e vocês é o local de trabalho. E eu sei que vocês me ajudarão a vencer os desafios, porque eu estarei com vocês”, completou o chefe do Executivo estadual.

Os equipamentos doados nesta terça pelo Ministério da Saúde fazem parte do programa de modernização do Pronto Socorro de Rio Branco, cuja verticalização foi inaugurada no dia 6 de agosto passado.

Governador Gladson Cameli fala para os servidores do Pronto Socorro: valorização do funcionalismo será encampada com mais força, a partir de agora (Foto: Marcos Vicentti/Secom)

Tanto os monitores quanto os desfilibradores foram desenvolvidos pela Fundação Parque Tecnológico da Universidade Estadual da Paraíba, e fazem parte do Programa de Entrega de Equipamentos do Ministério da Saúde. Cada monitor custa aos cofres do MS, em média R$ 25 mil, enquanto que os desfilibradores saem por R$ 45 mil.

Segundo explica Valmir Freire, gerente regional Norte/Nordeste da empresa Lifemed, responsável pela fabricação dos equipamentos, em quinze dias, agentes de fiscalização do MS chegam ao Acre para uma inspeção aos dispositivos. Logo após a vistoria, técnicos da empresa também desembarcarão em Rio Branco para oferecer o treinamento ao corpo médico e de enfermagem.

Participaram da solenidade a secretária de Estado da Saúde, Mônica Feres Kanaan, o vereador João Marcos Luz, de Rio Branco, a vereadora Terezinha Moreira, de Feijó, o professor Paulo Eduardo Silva, gerente de Projetos e Tecnologia em Saúde da Universidade Estadual da Paraíba, além de gestores, coordenadores e técnicos em Saúde.

Foto: Marcos Vicentti/Secom

Foto: Marcos Vicentti/Secom

Foto: Marcos Vicentti/Secom

Foto: Marcos Vicentti/Secom

Foto: Marcos Vicentti/Secom

Foto: Marcos Vicentti/Secom

Foto: Marcos Vicentti/Secom

Foto: Marcos Vicentti/Secom

Foto: Marcos Vicentti/Secom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *