Estacionamento rotativo: primeira fase começa a valer na próxima semana

A primeira fase do estacionamento rotativo, também conhecido como Zona Azul, começa a valer nesta segunda-feira, 15, e contemplará cinco ruas da região central de Rio Branco (Epaminondas Jácome, Arlindo Porto Leal, Avenida Brasil, Dr. Franco Ribeiro e Rui Barbosa). Na segunda etapa, a Zona Azul passa a vigorar nas demais ruas do Centro e nos bairros Bosque e Estação Experimental. Essa fase tem início a partir do dia 2 de janeiro.

Para ampliar o processo de conscientização dos benefícios do Estacionamento Rotativo para o trânsito e a mobilidade social de Rio Branco, agentes da Secretaria-Adjunta da Juventude e da Serttel, empresa responsável pela implantação da Zona Azul, visitaram órgãos públicos entregando folhetos aos servidores e explicando a cada pessoa como funcionará o sistema. “Muitas pessoas estão compreendendo bem a proposta, outras não”, admitiu Dagner Silva, coordenador de uma das equipes da SEJUV/Serttel, lembrando que no momento o foco são realmente os servidores públicos, os quais utilizam em grande escala os estacionamentos do centro.

Panfletos informam a localização dos 25 estacionamentos privados no Centro, que tem capacidade para ofertar mais de 1.000 vagas. São estacionamentos localizados nas ruas Rui Barbosa, Quintino Bocaiuva, Arlindo Porto Leal, Rio Grande do Sul, Marechal Deodoro, e Avenidas Brasil, Ceará e Getúlio Vargas.

A implantação da Zona Azul se dará em duas fases, porque na semana passada a prefeitura acatou o pedido dos flanelinhas para que fosse estabelecido um período de transição para que a categoria possa se adaptar ao novo sistema trabalhando para a Serttel ou ingressando no mercado de trabalho após passarem por capacitação técnica. Nessa primeira etapa, boa parte dos flanelinhas previamente cadastrados deve ser absorvida pela Sertell para atuar como vendedores do bilhete da Zona Azul.

Agentes da Secretaria Adjunta da Juventude e da Serttel, empresa responsável pela implantação da Zona Azul, visitaram órgãos públicos entregando folhetos aos servidores e explicando a cada pessoa como funcionará o sistema

O total de flanelinhas cadastrados chega a 60, e a todos serão disponibilizados meios de capacitação para facilitar a inserção no mercado de trabalho formal. Com o Sistema S (da Federação das Indústrias do Estado do Acre), os flanelinhas poderão acessar cursos ligados à construção civil, por exemplo, e outras áreas de interesse.

Além de intermediar o acesso dos flanelinhas aos cursos oferecidos pelas instituições de formação técnica, a prefeitura oferecerá bolsas de estudo para apoiar o ingresso do grupo nos processos de qualificação e de geração de trabalho e renda.

Zona Azul em Rio Branco funcionará por meio de equipamentos do tipo parquímetro

De outro lado, as agentes da Serttel passaram por até três meses de treinamento para melhor atender a população. A Superintendência Municipal de Transporte e Trânsitos de Rio Branco (RBTrans) prevê que o estacionamento rotativo estimule o comércio local e seja também uma alternativa vantajosa para quem necessita de estacionar por um curto espaço de tempo no centro da cidade.

Parquímetros começam a operar no próximo dia 15

A Zona Azul em Rio Branco funcionará por meio de equipamentos do tipo parquímetro, emissores de comprovantes de tempo de utilização de vagas (tickets), no período das 8 às 18 horas, de segunda a sexta-feira, e das 8 às 12 horas, aos sábados, com um total estimado de 1.702 vagas quando estiver consolidada. Nos horários especiais de funcionamento do comércio, em razão de datas comemorativas, eventos e outros, a Zona Azul poderá estender o horário de suas atividades.

Na segunda etapa, o estacionamento rotativo passa a vigorar nas demais ruas do Centro e nos bairros Bosque e Estação Experimental

Por contrato, a Sertell realiza também uma grande campanha de esclarecimento acerca da Zona Azul. A campanha utiliza panfletos e outras mídias, como o busdoor e o outdoor. Doze monitoras distribuem panfletos educativos para a população na área central da cidade, orientando os motoristas sobre o funcionamento do estacionamento rotativo.

Sistema democratiza o uso dos espaços públicos

O tempo mínimo de ocupação de cada vaga será de 30 minutos e o máximo, 120. O preço para o motociclista fica entre R$ 0,50 e R$ 1, e o valor para os que possuem automóveis, entre R$ 1 e R$ 2. A exceção fica por conta das caçambas coletoras de entulho, autorizadas a permanecerem no local por 24 horas, porém, com tarifa a ser cobrada pelo preço de R$ 10.

cidade6

A taxa de utilização poderá ser paga com moedas e cartão recarregável diretamente nos parquímetros ou nos pontos de venda. Os usuários ainda poderão realizar o pagamento a partir do autoatendimento telefônico e um aplicativo gratuito no telefone móvel Smartphone. A Zona Azul também contará com vagas de estacionamento para idosos, mediante pagamento, e para pessoas com deficiência física, gratuitamente.

O Sistema de Estacionamento Rotativo pago contribui, principalmente, na democratização do uso dos espaços públicos, permitindo que a mesma vaga seja utilizada por várias pessoas ao longo do dia.

Assessoria PMRB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *