Ex-comandante da polícia militar critica fragilidade da legislação brasileira

Coronel Ulisses Araújo deixa o comando da polícia militar após oito meses à frente da corporação, disse que realizou um sonho e que usou de todos os mecanismos para enfrentar a violência, também criticou a fragilidade da legislação brasileira.

O coronel Ulisses Araújo, 47 anos, assumiu o comando da polícia militar em novembro do ano passado em substituição ao coronel bino, depois de oito meses à frente da corporação, entrou com o pedido de reserva ao completar 30 anos de caserna. ressaltou que foi uma experiência única e a realização de um sonho já que desde que ingressou na PM almejava comanda lá, sai com a certeza do dever cumprido e de ter combatido o bom combate. se não fez mais pela sociedade foi por limitações inerentes a função.

O agora, ex-comandante da polícia militar desconhece quais os nomes que estão sendo especulados pela a alta cúpula do governo para assumir a função, fontes ligadas a Gladson Cameli apostam no nome do ex-comandante do Bope coronel Paulo, afirmam inclusive, que já está definido, o chefe do executivo está apenas esperando o sim do oficial da reserva, no entanto, outros acreditam que percurso seria outro.

Enquanto esteve à frente da instituição, Ulisses passou a homenagear todo militar que em confronto neutralizou criminosos  afirma que hoje o grande problema das instituições de segurança no combate ao crime organizado é a fragilidade da legislação brasileira.

Reportagem/ Ronaldo Guerra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *