Publicado em 2 de abril de 2013

Exposição “Olhar Cotidiano” será lançada neste sábado, no Sesc

Será realizada durante o mês de Abril, no salão de exposição do Serviço Social do Comércio (Sesc) no Centro de Rio Branco, a exposição de arte “Olhar Cotidiano” do grafiteiro e aerografista Matias Souza. A exposição fica em exposta de 06 a 30 de Abril das 08h as 12h e das 14h As 18h e o lançamento acontece neste sábado, 6, a partir das 19h30.

Um dos diferenciais da exposição é o próprio Salão de Exposição do Sesc que foi totalmente grafitado pelo artista e amigos. Segundo Matias, a exposição representa o cotidiano de cada um de nós, porém sob uma nova perspectiva que revela a arte das ruas, a realidade que muitos de nós não vêem.

Quantas vezes no nosso dia-a-dia nos deparamos com situações de miséria, de pobreza ou violência por exemplo, mas não nos movemos para mudar essa realidade? A verdade, é que nenhum de nós está preocupado com situações dessa natureza, por isso, “olhar cotidiano” vem para despertar o cidadão para essas questões.

“A intenção dessa exposição é relatar fatos e acontecimentos do cotidiano das pessoas, buscando fazer com que elas percebam melhor as coisas à sua volta. Quem visitar a exposição com certeza não saíra a mesma pessoa”, disse Matias.

Sobre o artista

São cerca de 13 anos de carreira com foco principal na arte urbana. Desde o começo de seus estudos na arte, o grafiteiro e aerografista Matias Souza se dedica à tecnica do grafite e posteriormente à aerografia.

Foi através do aerógrafo ou AIR BRUSH que Matias alcançou a superação profissional, já que o grafite traz limitações ao artista por ser uma arte especialmente utilizada em superfícies grandes e principalmente em ambientes externos.

Em decorrência da necessidade de aprimoramento e da apresentação de trabalhos com mais realismo, e qualidade visual, o artista começou a estudar os mais diferentes aerógrafos já existentes no Brasil e suas especificações. “O aerógrafo é realmente uma ferramenta excelente para produzir efeitos surreais e psicodélicos nas mais diferentes superfícies ou áreas que vão desde a customização de automóveis, maquiagens corporais até a produção de miniaturas . Com essa ferramenta, o meu trabalho não tem mais limites”, explica Souza.

O aerografista apresenta seu trabalho hoje em dia, em dois segmentos: Comercial:  onde produz  e elabora  micro desenhos em superfícies diversas como: capacete, carros, motos, notebooks, pintura corporal, entre outros; e Cultural, onde difunde a arte da aerografia com a do grafite, mostrando seu lado  na intervenção urbana,  social,  politica, ética e  moral, contestando fatos cotidianos que por muitas vezes, nos passam despercebidos. “A ideia, é mostrar à sociedade, e conscientizar as pessoas sobre seu real valor enquanto seres humanos em todos os segmentos de classe, raças e religião”, finaliza.

 

(Assessoria)

Deixe seu comentário

Mensagem (Obrigatório)