Fabricação de bolas e redes ajuda na recuperação de reeducandos

fabricação bolasUm programa do governo do Estado vem trabalhando na confecção de bolas e redes dentro dos presídios. Antes, coordenado pelo governo federal, o projeto era conhecido como “Pintando a Liberdade”. Com o fim do convênio e devido aos bons resultados, o governo do Acre passou a gerenciar os trabalhos, dando continuidade aqui na região.

Somente no complexo penitenciário de Senador Guiomard, 30 reeducandos foram selecionados. A cada 30 bolas costuradas eles têm dez dias descontados em sua pena.

“Pelo histórico, detectamos quem possui bom comportamento e qual o perfil que melhor se enquadra ao programa. A assistência social também ajuda na seleção dos reeducandos”, disse o secretário adjunto de Esporte, Petronilo Lopes, o “Pelezinho”.

Somente para este mês devem ser produzidas 480 bolas de várias modalidades. O programa também beneficia sete reeducandos do presídio de segurança máxima Antônio Amaro. Os detentos trabalham na confecção de redes.

Agência de Notícias Acre

A Secretaria Adjunta de Esporte trabalha na gestão do programa e na distribuição das bolas e redes. Todo material confeccionado é doado para escolinhas de futebol, federações, escolas, associações de moradores e produtores rurais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *